O combate à pedofilia no Brasil

Envie sua redação para correção
    Transtornos, medo, falta de orientação, abuso sexual e até mesmo estupro:esses são alguns dos fatores que os pequenos podem vivenciar na fase inicial da vida.Sabemos que o Brasil é permeado por casos de transgressão sexual contra menores, o que gera uma necessidade em orientar os filhos ainda na fase jovem.Com isso, a rotina dessa classe juvenil pode ser permeada por acontecimentos que venha a romper com a moral e a conduta física do pequeno.Por conseguinte , essas violências podem desencadear graves desorientações psicológicas.Algo deveria ser feito para solucionar esse problema.
       Primeiramente , cabe ressaltar o porquê dessa vulnerabilidade dos menores.Nesse sentido, destacamos familiares que possuem a rotina acelerada e por consequência tem pouco tempo para orientar seus filhos.Ora, se esses responsáveis se preocupam pouco com seus criados, é necessário que haja uma pessoa para tomar conta das crianças, caso contrário ficam a mercê da violência.Essa atitude insatisfatória por parte dos pais é um caso da falta de orientação, fiscalização e comprometimento.
       Por outro lado, é imprescindível saber o tipo de ser humano que lida com a vida de menores dependentes.A exemplo disso, é a mãe que contrata uma babá para ser a cuidadora de seus filhos.Destarte, se a contratante não possuem um vínculo de conhecimento com a prestadora de serviço, é notório o perigo iminente nessa ocasião , pois a orientadora do pequeno pode ser uma mulher que possui um vasto histórico em maltratar jovens inocentes.Estar a par da índole de quem vai ficar em posse de seu criado é fundamental para a boa segurança de qualquer ser imaturo.
       Além disso, percebemos casos de pedofilia no próprio ceio familiar.Nesse sentido,destaca-se os inúmeros casos de padastros que abusaram sexualmente de suas afilhadas , pois como as meninas estão fora do olhar das mães, fica mais fácil a prática dessas violências domésticas.Outrossim, soma-se a falta de diálogo por parte dos pequenos , pois como são frágeis e principiantes , ao sofrerem uma situação de grande impacto na vida, acabam por se calar e o medo não mostra a face verídica do atentado sofrido.
       Fica claro, portanto, que é importante dar atenção e cuidar das crianças em todas as situações.Com isso, é preciso sempre manter a conversa com filhos e amigos próximos , para ter a real certeza de quem está interagindo com esses jovens.Mais ainda, necessitados de uma emenda constitucional, com força de lei, para casos de abusos infantis , pois na maioria dos ocorridos o pequeno se encontra fora da proteção dos responsáveis.Seguidamente, a escola poderia tratar essas questões sexuais mais assiduamente , porque é uma instituição que permeia a vida do jovem na infância.