O combate à pedofilia no Brasil

Envie sua redação para correção
    Pode-se dizer que é raro a conversa entre pais e filhos sobre sexualidade. Tanto crianças quanto adolescentes vem sofrendo cada dia mais o abuso sexual e a falta de conversa sobre esses temas, vem prejudicando crianças que passam por esse trauma, pois grande parte das vezes eles não se sentem confortável para falar sobre o que passaram. 
           O aumento da pedofilia pode ser demonstrado a partir de estatísticas que vem aumentando cada dia mais e são feitas a partir do número de casos denunciados por dia. Todos os casos de pedofilia não são casos isolados e podem acontecer com crianças ou adolescentes de todas as classes sociais, raças e em qualquer local do mundo.
          Os pais na maioria dos casos não percebem as mudanças de comportamento de seus filhos ou até mesmo não acreditam no que aconteceu, preferem fechar os olhos para o que o filho passou, por algum motivo maior. Certas crianças não entendem o que aconteceu com elas e não percebem que o abuso é um tipo de violência, além de algumas não perceberem outras acabam ficando com medo de abrirem-se para alguém.
          Jovens precisam compreender que em nenhuma circunstância eles são culpados. Tanto escolas e famílias precisam romper esse pacto de silêncio, eles precisam ouvir e dar mais importância para quem pode está sofrendo ou que está sofrendo.
          Portanto é necessário que instituições como a família e as escolas se unam para ampliar a conversa sobre educação sexual e mostrarem para os jovens a partir de quando é um abuso. A criação de algum órgão para fiscalizar o que corre na internet e a propagação de vídeos eróticos infantis é de suma importância para que além disso não ligue a mulher ou um jovem à um objeto.