O combate à pedofilia no Brasil

Envie sua redação para correção
    A violência sexual é algo muito presente na sociedade brasileira. A pedofilia, que é um tipo dessa violência, mostra-se como um desafio, pois a pesar de serem feitas muitas denúncias por dia, a maioria dos casos não são alcançados. Isso acontece porque há o medo da denúncia, por parte da vítima e também por falta de incentivos do Governo.
        É primordial ressaltar que a maioria dos casos de pedofilia ocorre no ambiente familiar. De acordo com o SINAN, dentre a maioria dos casos, 70% ocorrem entre crianças de até 9 anos dentro de casa. Esse fato torna a denúncia ainda mais complicada, pois pode acarretar conflitos familiares. A falta de tempo na rotina contemporânea afeta nos relacionamentos de pais e filhos, levando a uma falta de atenção aos sinais de abusos apresentados pelas crianças, que podem passar meses ou até anos sendo assediadas sem ter a ajuda de alguém. Isso é extremamente preocupante, pois se a criança não sente-se a vontade ou confiante em casa, muito menos se sentirá para denunciar a polícia, por exemplo.
          Outro fator imprescindível é a atuação do Governo criando políticas que tornem mais eficientes as denúncias de casos de pedofilia. Sem a intervenção desse órgão torna-se cada vez mais difícil o combate a esse tipo de assédio, pois não havendo a ideia de justiça e apoio na cabeça da vítimia, ela não se sentirá segura para falar dos eventos sofridos com qualquer pessoa.
           Portanto, é evidente a dimensão do problema na sociedade brasileira, fazendo-se necessário uma ação conjunta entre Governo e família. Outro setor que pode ajudar em conjuntura com os outros dois mencionados é a mídia. Por meio dela, o Governo pode divulgar ações de incentivo à queixas, como também métodos de alerta para os familiares estarem atentos aos sinais que as crianças e adolescentes assediados podem apresentar, deixando a vítima mais a vontade para falar. Desse modo, o combate a esse mal poderá tornar-se mais eficiente no Brasil.