Envie sua redação para correção
    Muitas crianças e adolescentes vem sofrendo as consequências da pedofilia que, urgentemente, precisa ser combatida. Esses casos, cada vez mais frequentes, necessitam de maior atenção por parte da população e das autoridades responsáveis.
     O abuso sexual de crianças e adolescentes, em muitos casos, vem de onde menos se espera, podendo vir de amigos próximos, vizinhos e familiares. Por essa razão é preciso estar atento a todo e qualquer sinal sutil que possa indicar tal ato, vindo de qualquer pessoa, a fim de evitar sua ocorrência. 
     Os órgãos responsáveis por punir tais atitudes devem estar atentos as denúncias, assim como possuir leis mais severas para a punição do agressor e supostos cúmplices, evitando sua prossecução. A família, em seu importante papel, tem o dever de denunciar, independente do indivíduo praticante do ato, pois se trata de um crime que afeta a formação pessoal e psicológica da criança e, em muitos casos, ao óbito.  
     É importante possuir a cautela de em quem confiar nos casos de precisar deixar uma criança sobre a guarda de alguém e não esquecer de notar o ambiente de convívio, tendo o conhecimento e vigilância de quem está ao redor e/ou possíveis visitantes. Outro fator primordial é o bom relacionamento com a criança ou adolescente, pois este terá maior liberdade e confiança para contar se alguma agressão ou tentativa de agressão estiver ocorrendo.  
     Nesta fase se forma o caráter e a formação psicológica da criança, portanto não forçar a criança a abraçar ou beijar quem não quer é um método para que esta não veja essas atitudes como comuns.