Envie sua redação para correção
    Segundo a Organização Mundial da Saúde, pedofilia é um transtorno de preferencia sexual,onde esses têm fantasias eróticas com crianças. Esse é um tema recorrente que precisa ser discutido e tratado por pessoas capacitadas. Os pais também tem uma parcela de culpa ao mal que ocorre com seus filhos,pois não os escutam, não se preocupam em saber cm foi o dia da criança.
            Pesquisas realizadas por cientistas americanos e canadenses identificaram indivíduos pedófilos através de uma ressonância que dá para ver o que ocorre no cérebro quando vem a foto de uma criança. Outro fato interessante também descoberto por esses cientistas é que o QI dos pedófilos é baixo.Por exemplo, um individuo adulto que tem o QI 7 sentirá atração por crianças dessa faixa etária ou menos. Essas pesquisas são interessantes porque são um caminho para identificar o agressor e assim, iniciar tratamento. O que acomete na maioria dos pedófilos é o fato de terem sido abusados na infância e por falta de comunicação com a família logo, falta de tratamento psicológico essas crianças abusadas tornam-se pedófilos.
                 Devido a correria do cotidiano as pessoas ficam exaustas e o que mais querem é descansar,logo, não dão aquela atenção ao que se passa ao redor. Isso acontece com os pais, geralmente não tem paciência para saber como foi o dia do filho. Vem o filho saudável,sem gripe, ai estão bem. Os filhos percebem então não contam nada ou tentam e não tem exito.
             Portanto, para combater à pedofilia medidas são necessárias. O Brasil poderia investir nesse tratamento de descoberta por meio da ressonância assim, a pessoa diagnosticada com o problema seria atendida pelos devidos profissionais para tratar a raiz do problema.  Esse exame poderia ser feito nos trabalhos, nas universidades. Importante também são os psicólogos nas escolas, dessa forma as crianças podem desabar ,relatar o que estão passando e se houver qualquer tipo de abuso cometido pelo pedófilo a escola tomará as medidas cabíveis.