O combate à pedofilia no Brasil

Envie sua redação para correção
    Segundo o filósofo francês Jean –Paul Sartre, “A violência é sempre uma derrota, não importa a maneira como ela é manifestada.”. Desse modo, a violência sexual está inserida nesse contexto, pois gera danos físicos e psicológicos ao agredido, fazendo com que este se sinta um perdedor no contexto social. No que condiz a violência sexual infantil ou pedofilia, a situação é agravada, tendo em vista o indivíduo encontrar-se em fase de formação psicológica levando marcas por toda a vida, o que reflete em seu desenvolvimento como agente social. 
             Cabe salientar que a Pedofilia é conceituada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como um transtorno transparecido por um desejo sexual doentio de um adulto por crianças e adolescentes. Entretanto, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em seu texto legal enumera diversos crimes relacionados à violência sexual infantil. No Brasil, milhares de crianças sofrem esse tipo de violência por ano e as estatísticas continuam aumentando, pois o fato desse tipo de agressão ser silenciosa ou por as famílias constrangerem-se ao expor a situação às autoridades competentes, dificulta a extinção desse mal no país.
           Sob uma abordagem histórica, na Idade Média, a criança era considerada como um indivíduo que deveria ser preparado para tornar-se adulto e as praticas relacionadas ao sexo eram comuns, levando em conta que os casamentos ocorriam muitas vezes na fase púbere. Na época atual, os casos de pedofilia ainda ocorrem nos lugares onde as crianças podem encontrar-se mais protegidas perante os olhos da sociedade: na escola, na igreja e no âmbito familiar, isto é, a vulnerabilidade infantil faz com que a intimidação e, consequentemente, o silencio seja mantido por anos, tornando impunes os agressores.
          É imprescindível, portanto, que medidas urgentes sejam tomadas para solucionar este revés social, familiar e de saúde. Por parte do governo, a criação de leis diretas que tipifiquem este crime e puna severamente os agressores é de extrema importância, pois com a devida inserção legal no Código de Processo Penal, os casos de impunidade serão reduzidos e as incidências da pedofilia no Brasil reprimidas. É papel relevante dos pais disporem atenção aos filhos, no que concerne ao comportamento e locais onde estes costumam frequentar, bem como no acompanhamento acerca da utilização da internet e redes sociais. Referente à escola, aliada à atuação familiar, esta pode contribuir com a conscientização dos alunos para se protegerem desse tipo de violência e se tornarem seguros a realizar uma possível denúncia.