O combate à pedofilia no Brasil

Envie sua redação para correção
    Não é difícil de imaginar a notícia de uma criança sendo abusada por um amigo ou parente próximo da família, essa imagem é muito frequente nos dias de hoje, visto que vivemos em uma sociedade em que a sexualidade é tida como um tabu e o medo é uma barreira frequente para as denúncias; buscando resolver esse problema foi criado o disque 100 que apesar do seu funcionamento, não tem resolvido toda a questão.
              Um dos tópicos que devem ser abordados é a falta de diálogo com a criança e o adolescente sobre sexualidade. Embora a mídia promova a hipersexualização, seja em cenas de novelas ou em músicas, o assunto sobre sexo na família brasileira é bastante restrito. Os pais acreditam que ao abordar ao tema estarão incentivando a prática, porém o seu objetivo é levar a criança à informação sobre os direitos e conhecimento sobre seu corpo. A escola como um agente de formação social também deve participar deste processo.
             Não há dúvidas que o medo seja um empecilho para as denúncias contra os agressores. O canal de atendimento disque 100 é um programa que atende denúncias de violência sexual sobre crianças e adolescente, e recebe uma média de 50 denúncias por dia, apesar do número ser assustador ainda não é a realidade. As vítimas da violência sentem muitas vezes medo, seja do agressor ou de serem culpabilizadas; um exemplo é o que ocorre com jovens do sexo feminino, que quando violentadas pelos padrastos, sofrem ao ser apontadas pela mãe como responsáveis.
              Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. Deve haver um ação em conjunto dos pais, o governo e a escola; os pais devem buscar criar um diálogo com os filhos sobre sua sexualidade, criando um ambiente seguro e acolhedor para criança ou adolescente. O governo deve criar um programa que garanta a proteção das vítimas que buscam o canal disque 100 e por fim a escola deve proporcionar palestras, ministradas por psicólogos, que visem a educação sexual dos jovens. Só assim a pedofilia deixará de ser uma imagem frequente do cotidiano brasileiro.