Envie sua redação para correção
    A infância é com água que desce pela bica, e nunca mais sobe. Afirmava o escritor Camilo Castelo Branco. No entanto, alguns adultos tentam furtar essa etapa do desenvolvimento infantil. A pedofilia é a atração sexual ou o ato carnal de uma pessoa maior de idade com quem ainda não atingiu a puberdade. Infelizmente, essa prática tem sido uma constante em nosso país e se faz indispensável mudar tal realidade o quanto antes.
          A Organização Mundial da Saúde, OMS, caracteriza a pedofilia como uma doença, portanto seu diagnóstico é muito difícil pois, geralmente, esconde-se esta ação.  O psiquiatra Danilo Baltiere, da Faculdade de Medicina do ABC Paulista, declara que esse mal é um dos capítulos mais embaraçosos da psiquiatria. Acima de tudo, por não ser autorizado, no Brasil, o uso da medicação que controla os impulsos sexuais.
            A maioria dos pedófilos são homens, todavia, nas últimas semanas os jornais voltaram a noticiar o caso de uma professora de Seattle, nos EUA, que casou-se com seu aluno vinte e três anos mais novo, com doze anos a época. E em decorrência disso, ficou sete anos presa. Essa informação nos remete ao fato que, na grande maioria, quem pratica o ato libidinoso são pessoas próximas e de seu convívio social.
           As famílias devem estar alertas, sempre observando o comportamento das crianças e de pessoas que participam de sua rotina. As escolas necessitam ensinar, com cautela, através de dinâmicas e oficinas, quais tipos de brincadeiras são interessantes e quais não são. É uma forma de instruir contra atitudes nocivas.
          A pedofilia já é crime no Brasil,ainda assim, quando descoberta a prática já fora estabelecida. É indispensável a prevenção de tais feitos, visto que a infância não pode ser prejudicada e o desenvolvimento precisa seguir o caminho original.