O combate à pedofilia no Brasil

Envie sua redação para correção
    Desde a criação do Estatuto da Criança e do Adolescente ainda presenciamos muitos casos de abuso sexual infantil. Deste modo, a pedofilia não é um fato novo, uma vez que está inserida em nossa sociedade e, na maioria das vezes, em lastimável silêncio. Bem como a internet, ferramenta a qual esta facilitando cada vez mais a vida do povo, também traz seus riscos perante à esse crime. 
        Primeiramente, o aumento no número de denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes é uma alerta para a sociedade brasileira. Hoje em dia os jovens estão expostos a diversas vulnerabilidades, sendo a pedofilia uma das mais graves. Vale ressaltar que a pedofilia por se tratar de um problema socialmente alarmante, muitas vezes os abusos são cometidos por conhecidos da família, ou mesmo pelo próprios familiares.
        Nos dias de hoje com o fácil acesso às informações e as tecnologias, as redes sociais têm sido um dos principais meios para que os pedófilos pratiquem seus atos de exploração sexual e compartilhem o material de pornografia infantil. Sendo preciso educar os filhos para o bom uso das redes sociais como forma de prevenção. Até que estes compreendam os diversos riscos escondidos atrás de chats e conversas com estranhos.
        A insuficiência de diálogo e comunicação entre pais e filhos à respeito de temas relativos à sexualidade na adolescência, facilita os riscos de os jovens serem vítimas de fantasias, decepções e até pedofilia. Outro fator relevante é o fato de vivenciarmos uma cultura pornográfica, onde é comum encontrar músicas, novelas, filmes e mídias sociais se tratando de temas eróticos.
        Portanto, é indispensável atenção por parte de todos quando o assunto se tratar de pedofilia. Cabendo aos pais primeiramente se for o caso denunciar, mas para evitar que isso ocorra é preciso que haja dialogo entre pais e filhos sobre o uso consciente dos meios de comunicação, e que fiquem atentos e saibam identificar mudanças de comportamentos que possam ser característicos  de exploração sexual. O Governo por sua vez juntamente com órgãos de defesa dos direitos das crianças e adolescentes, devem criar projetos de lei que auxiliam no combate a pedofilia, assim como tratar os casos com severidade penal, e não somente como um crime qualquer, além do aumento da pena paga por esse crime. E as mídias precisam incentivar o combate à pedofilia, através de propagandas que busquem alertar as pessoas sobre o gravidade do crime que é a pedofilia, além da importância de se denunciar casos como esse. Somente assim, ira acabar a sensação de impunidade e insegurança para as milhares de famílias que convivem com esse pesadelo.