O combate à pedofilia no Brasil

Envie sua redação para correção
    A pedofilia é um mal que assombra crianças e adolescente. Ademais,a ausência de preocupação dos pais para com a proteção da integridade de seus filhos empodera os maus intencionados, bem como, o uso descarado e sem restrições da internet por parte da camada mais manipulável da sociedade: a infantil; se caracteriza como mais um meio para o abuso da ingenuidade de tais.
      Primeiramente, o problema reside na crença errônea das famílias de que jamais tal banalidade possa ocorrer com seus filhos. Nesse contexto, a realidade espanta os pais e segundo Platão faz dos adultos seres semelhantes a crianças que fogem do escuro por medo, refletindo um triste fato que corrobora para a pratica da pedofilia, pois na concepção deste filósofo o correto seria tratar com maturidade qualquer tipo de problema, atenuando assim tal ação desumana. Para se ter uma ideia, de acordo com a UNESCO, 92% das famílias brasileiras possuem a ''a certeza'' de que seus filhos não sofrem riscos de serem abusados; grande desleixo este, pois tal dado apenas ratifica a infantilidade das famílias para lidar com tal problema, comprovando a tese platônica.
      Outro fator importante encontra-se no uso das redes sociais pelas crianças sem o acompanhamento dos pais. Aliás, este é um dos fatores preponderantes que possibilita aos pedófilos uma arma a mais para prática do abuso sexual dos ingênuos, visto que segundo a UNESCO(Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), aproximadamente 40% dos indivíduos de 11 a 17 anos utilizam as redes sociais e adicionam pessoas desconhecidas à lista de amigos, fazendo desse ocorrido um dos fatores apontados pela polícia para o arraigamento dos casos de pedofilia via internet, evidenciando, dessa forma, a imensa vulnerabilidade das crianças perante aos agressores em consequência a omissão das famílias. 
      Diante do exposto acima, fica evidente  que se faz necessário o combate à pedofilia. Para isso, o Executivo deve investir em palestras por meio do quadro de segurança, de cunho ao combate a pedofilia, alertando aos pais o perigo que seus filhos correm em relação  a este assunto. É indispensável também que as escolas em conjunto com a mídia evidenciem os riscos as redes sociais para a prática da pedofilia, despertando desse modo as famílias e as crianças. Quem sabe desa forma os ''adultos crianças'' se tornem maduro o suficiente para enfrentar tal problemática como propunha Platão.