Envie sua redação para correção
    A infância é a época que nossos valores e caráter estão em formação. Pela lei, menores de idade são incapazes de tomar decisões sozinhas - pois são imaturos e influenciáveis. Mesmo assim, há pessoas que as vêem como "adultos", e muitas vezes essa visão é apoiada pela mídia. Essa sexualização precoce é altamente prejudicial para o psicológico infantil. É preciso lutar contra essas práticas, pelo bem da sociedade.
         Nas redes sociais, há muita exposição - muitas vezes por lá é possível saber onde alguém estuda, onde mora e seus hábitos. E também é possível esconder sua identidade. Por isso, muitas vezes os pedófilos usam desses meios para aliciar meninos e meninas. É preciso sempre prestar atenção no que eles fazem na internet. Mas, muitas vezes, o problema está dentro de casa ou bem perto.
         Mesmo sabendo que isso ocorre e é um problema, há ainda vários exemplos de filmes, livros e músicas que descrevem crianças com uma maturidade que não é usual. Neles, elas são vistas como sedutoras e totalmente capazes de dar consentimento - o que é completamente errado e prejudicial. Na vida real, esses jovens não tem discernimento suficiente para entender essas coisas.
            Quem passa por um abuso sexual leva sequelas pelo resto da vida. Na verdade, muitos dos abusadores já foram vítimas - quando menores, podem não ter entendido que o que ocorria era errado, e pensar que isso é normal. Assim, isso se torna um ciclo vicioso, destruindo famílias e vidas. 
              Logo, a pedofilia deve ser combatida fortemente. É necessário que as escolas e o Governo façam campanhas alertando os alunos, para que eles possam saber e denunciar caso algo assim os aconteça. Os pais devem sempre estar a par do que os filhos fazem online e ficar atentos a sinais de que algo possa estar errado. O Governo tem que criar leis severas para os aliciadores de menores e proibir que haja a sexualização infantil na mídia.