O empreendedorismo social e o combate à pobreza no Brasil.

Envie sua redação para correção
    No filme O menino que descobriu o vento- original da Netflix- é retratado a história de William, um adolescente africano que transformou a vida de sua família e comunidade, ambas pobres, após construir a partir de sucatas um moinho de vento, solucionando o problema da fome e da sede.Analogamente é possível compreender a importante função que o empreendedorismo social possui no combate a pobreza, mesmo no Brasil.
       Em primeira análise, pontua-se que o empreendedorismo social tem como principal objetivo criar produtos e serviços focados sempre na solução, ou minimização de problemas sociais, como por exemplo a desigualdade social.Este tipo de empreendimento tem se tornado tendência no mundo, após sua invenção e sucesso na Índia em 1970, pelo economista Muhammad Yunus que criou o microcrédito, projeto que visava financiar por meio de pequenos empréstimos indivíduos marginalizados.
    
        Outrossim, o empreendedorismo social contribui, segundo o sociólogo Émile Durkeim, para o equilíbrio da sociedade, visto que beneficia o bem estar comunitário.Ademais fica explícito que esse tipo de empreendimento além de beneficiar o corpo social, também facilita a atuação governamental, visto que combate ao desemprego e gera soluções a longo prazo para obstáculos sociais.Entretanto taxas de juros exorbitantes e prazos curtos, são algumas das dificuldades enfrentadas por novas empresas sociais ao solicitarem crédito - segundo pesquisa do Portal da Industria- minando as chances de novos empreendimentos sociais como a Graacc -McDia Feliz- e do Adapsurf, surgirem no Brasil.
    
        Por conseguinte, é mister compreender a vital importância que esse modelo de empreendimento tem no combate a pobreza no Brasil.Portante é primordial que o Governo Federal em parceria do Banco Central diminuam as taxas de juros e aumentem os prazos, além de ceder incentivos fiscais, facilitando a fundação de novos empreendimentos sociais, esses que poderiam combater a miséria por meia da admissão de moradores de rua como funcionários, por exemplo.