O empreendedorismo social e o combate à pobreza no Brasil.

Envie sua redação para correção
    Com o início da revolução industrial, consoante aos países da Inglaterra e dos Estados unidos, diversas industrias e negócios obtiveram grande sucesso, graças aos grandes empreendedores da época. Com a evolução do Capitalismo, muitas outras empresas surgiram ao decorrer dos séculos. Entretanto, no Brasil, pequenos empreendedores encaram entraves quando buscam abrir seus próprios negócios, já que no país, a burocracia limita o desenvolvimento de pequenos empreendimentos.
       Em primeiro plano, é inegável, as dificuldades de pequenos empreendimentos no Brasil, visto que, encargos burocráticos, e altas taxas de juros empregadas pelas companhias bancárias brasileiras assombram o sonho da população de poderem abrir suas próprias empresas. Outrossim, no Brasil por exemplo, segundo uma pesquisa disponibilizada pelo site "portal da indústria", as maiores dificuldades encontradas na hora de abrir um negócio, é as altas taxas de juros, exigências de garantia e prazos de pagamentos muito curtos.
         Em segundo plano, devido a esses entraves, a população fica limitada a servir as grandes empresas. Porém, as taxas de desemprego no Brasil continuam muito grande, devido a isso, muitos optam por trabalhar irregularmente, e seguindo o senso comum conhecido como o "jeitinho brasileiro", que consiste em burlar regras para se beneficiar. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2019 as taxas de desempregado caíram cerca de 12% no trimestre, mas atinge ainda, mais de 12 milhões de civis em atividade.
         Tendo em vista a problemática, cabe ao Governo Nacional reavaliar as leis que servem de requisitos para abrir uma empresa no país, visto que muitos brasileiros não conseguem empreender de forma regular no Brasil. Além do mais, disponibilizar um banco de crédito para estimular o crescimento de stand-ups no território nacional, dando apoio aos novatos desenvolverem suas ideias. Por fim, com maior apoio do Governo, As pequenas e microempresas, poderiam crescer de forma facilitada no país.