Envie sua redação para correção
    Alguns historiadores afirmam que a globalização foi à partir das grandes navegações,outros, que foi pós século XX. A saber que o contexto globalização está ligado em intercomunicação de países , os blocos econômicos ganham força nesse sentido. Apesar da livre circulação de mercadorias , redução de tarifas seja benéfica para alguns países , países mais periféricos tende a sofrer certa queda em suas produções locais.
         Nesse contexto, no mês de junho de 2019 houve um encontro do G20, no qual se aproveitou a oportunidade para assinar um tratado pendente há 20 anos : Mercosul com União Europeia.De acordo com o tratado , para o Mercosul, eliminação de tarifas como de suco , frutas e café, por outro lado será mais fácil encontrar produtos europeus no mercado nacional . Ainda que tal medida seja importante para a economia brasileira , há um risco da “primeirização“ dos países latinos visto que, ao importar produtos europeus , uma queda industrial nacional poderá acontecer.
        Outro aspecto a ser abordado , são algumas exigências que os líderes do bloco europeu fizeram ao Brasil , como sobre as questões ambientais . Por isso, há um grande risco para os brasileiros, visto que apenas em 2019 , 209 novos agrotóxicos foram liberados . Mas também uma grande ressalva para a floresta amazônica, essa que de acordo com o Inpe , teve sua maior taxa de desmatamento em 10 anos. Logo, cabe ao governo brasileiro decidir entre um acordo multimilionário ou agradar os grandes latifundiários. 
           Diante do exposto, cabe ressaltar que o acordo poderá trazer benefícios e malefícios , por isso cabe ao Governo Brasileiro tomar medidas para não ser mal afetado. A começar com a proteção das industrias locais como, pequenos empréstimos com juros baixos para pequenos empreendedores. Como também a diminuição de impostos como ICMS, PIS para produtores locais para que o custo do produto não seja caro e ele consiga competir com os produtos europeus.