Envie sua redação para correção
    Teia global
          A interconexão do mundo ocidental teve inicio com as Grandes Navegações: momento em que os europeus buscaram novos mercados consumidores e noas fontes de matérias primas. Não obstante, com a evolução histórica dos tempos, tais relações se aperfeiçoaram, mas continuam com uma característica nefasta para os países periféricos - a desigualdade no desenvolvimento econômico que corrobora a perpetuação da dependência entre nações ricas e pobres. Logicamente, economias como a brasileira são afetadas demasiadamente com qualquer medida tomada sem a devida cautela.
    
          A priori, é importante ressaltar que as relações entre os países, na forma de blocos econômicos, são válidas e muito importantes para o desenvolvimento global, pois como sugeriu Friedman, economista, "o sistema competitivo é o mais eficaz de organização". Entretanto, a regulação deve haver, no sentido de não se permitir um domínio, mas sim ajuda mútua: interdependência, de modo a fazer dos blocos mecanismos de crescimento mundial.
    
          Outrossim, pode ser tomado como exemplo o histórico acordo entre o Mercosul e União Européia(UE), que ainda tem em si muitos questionamentos no que se refere à sua execução. Observe-se: a UE vê no países latinos um grande mercado com muito potencial de consumo, já o bloco sul americano deseja um "alivio" na economia que, embora grandiosa, é instável. Com isso, qualquer ação que não leve em conta principalmente a maior fragilidade do Mercosul contribuirá, mais uma vez, para a manutenção do do eixo relacional " metrópole e colônia".
    
          Em virtude do que foi mencionado, compreende-se que os efeitos do agrupamento econômico entre os países podem ser benéficos, a depender da forma como se dão os acordos. Logo, a atuação dos órgãos de regulação internacional, com o intento de evitar a exploração de uns sobre os outros e as desigualdades de competitividade oferece boas chances para o sucesso dessas negociações. Paralelo a isso, espera-se que cada país, com sua equipe administrativa, tenha uma noção da responsabilidade coletiva ao buscar determinados relacionamentos, de maneira que se possa edificar uma teia global próspera e mais harmoniosa.