Envie sua redação para correção
    Consoante ao filósofo alemão Albert Schweitzer, vivemos em uma época perigosa. O homem domina a natureza antes de dominar a si mesmo, logo, o crescimento antrópico capitalista tem acarretado grandes consequências para o Meio Ambiente. Nesse contexto, não há dúvidas de que o lixo e a sociedade de consumo no Brasil são respostas à falsa necessidade de consumir, bem como a falta de comprometimento social com a natureza. Portanto, haja vista que é de suma importância uma reeducação nacional por meio dos agentes adequados. 
           Além do mais, os veículos midiáticos têm servido de canal direto de manipulação ao consumidor. Logo que, gera em seus telespectadores a falsa necessidade de que quanto mais você comprar, mais você irá precisar, por meio de anúncios e novas ofertas, diariamente as pessoas são bombardeadas de novidades. Por vezes, gerando uma compulsão que gera a produção de muito mais lixo, de tal forma que, aquilo que você possui não é o suficiente, tornando-se assim, um ciclo vicioso prejudicial ao Meio Ambiente.
          Outrossim, a falta de interesse social ainda é um grande impasse à preservação da natureza. Tristemente, o acréscimo no lixo gerado pelo brasileiro é reflexo da prisão à supervalorização do capitalismo, advindo da Revolução Industrial. No entanto, segundo o pensador e ativista francês Michel Foucalt, é preciso mostrar às pessoas que elas são mais livres do que pensam, para que dessa forma, se deem conta da importância de cuidar da natureza. Assim, uma mudança nos valores da sociedade é fundamental para que voltemos a olhar para o Meio Ambiente como algo de extrema importância para a sobrevivência humana. De tal forma que cada um cumpra com sua responsabilidade de preservação, por intermédio de descartes corretos, por exemplo. 
            Diante do exposto, cabe às instituições de ensino com proatividade o papel de deliberar acerca da importância do consumo consciente em palestras elucidativas por meio de exemplos, dados estatísticos e declarações de pessoas envolvidas no tema, para que a sociedade civil, em especial as crianças e adolescentes, não sejam complacentes com a cultura capitalista difundida socialmente. Por fim, ativistas políticos devem realizar mutirões no Ministério ou Secretária do Meio Ambiente, pressionando os demiurgos indiferentes à problemática abordada, com o fito de incentivá-los a instruir a população, por meio da mídia, sobre a coleta seletiva e os 3Rs da sustentabilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) para que dessa forma, exista uma diminuição na geração de resíduos. Desse modo, a reação que terá para essa ação, como diz Isaac Newton, será positiva e transformadora.