Envie sua redação para correção
    A telenovela Avenida Brasil, de 2012, teve como plano de fundo o lixão, o qual foi importante para evidenciar as mazelas vividas nesse ambiente. Sob esse viés, a questão do lixo é uma problemática recorrente na atual conjuntura, que deve ser debatida além das ficções, reflexo do consumismo da população, proporcionando efeitos socais e ambientais. Dessa forma, o despejo irregular de resíduos e a obsolência programada, artifício usado por empresas, promoveram caos na vida das pessoas e no meio natural, necessitando da conciliação entre o consumo consciente e o progresso da comunidade.
      Mormente, a consolidação do sistema capitalista, após a Guerra Fria, possibilitou mudanças radicais no âmbito social, pois a obtenção de bens materiais se tornou sinônimo de status, incentivando o crescimento do mercado do consumo inconsciente. Desse modo, para atingir lucro máximo, as empresas criaram um mecanismo que favorece as vendas - a obsolência programada- produtos de baixa durabilidade com o objetivo de induzir o consumidor adquirir uma nova geração. Consequentemente, essas trocas rápidas promoveram o acúmulo de lixo em locais inadequados, formado um espaço sucessivo a proliferação de doenças.
      Ademais, a Política Nacional dos Resíduos Sólidos institui a Lei que o Estado deve, por obrigação, realizar a coleta seletiva e assim promover a prática sustentável. No entanto, essa ação não é recorrente na sociedade contemporânea, sendo evidenciado pelo despejo em rios e lixões, os quais contaminam o solo e interferem nas vidas dos indivíduos. A partir desse pensamento, o filósofo Aristóteles ao afirmar que os homens são miseráveis, porque não sabem ver nem entender os bens que estão ao seu alcance, descreveu com exatidão o atual contexto, cujo o consumismo reina enquanto formula um caos, deixando claro a distância entre o consumo consciente e o progresso.
      Dessarte, o capitalismo consolidou mudanças radicais na sociedade, intensificando o consumismo e ,por consequência, o aumento da produção de lixo. Diante disso, o Estado, na figura do Poder Legislativo, deve elaborar um Projeto de Lei, o qual garanta mais rigidez na fiscalização e o cumprimento das normas, por meio da disseminação de delegacias ambientais e a criação de uma comissão de agentes ambientais, com a finalidade de favorecer denúncias de irregularidades e a revitalização de solos e ambientes contaminados. Outrossim,investir na coleta seletiva - reciclagem- e  a normatização de empresas acerca da obsolência programada, de uma maneira gradativa, objetivando o consumo consciente e a educação populacional. Por fim, essas medidas têm o intuito de proporcionar o progresso nacional baseado em um cuidado com meio ambiente.