Enviada em: 12/06/2018

Após os atenienses venceram os persas na Batalha de Maratona, no século V a.C, Fidípides correu 42 km para comunicar a população sobre o fato, uma vez que os meios de comunicação eram limitados pela distância e, após a corrida, morrera. De fato, com os avanços tecnológicos, esse espaço diminuíra e, para haver a comunicação, o indivíduo não precisa mais estar presente fisicamente, aumentando, então, a integração entre sociedades de todo o mundo.         A priori, é válido salientar que os avanços dos meios de comunicação corroboraram para a formação de um mundo globalizado como é conhecido hoje. As tecnologias como os smartphones, televisões e computadores revolucionaram a sociedade, uma vez que, através desses aparelhos é possível ter contato com diversas culturas, pessoas ou mesmo visitar, virtualmente, museus importantes como o Louvre ou a Capela Sistina. Além do mais, essa tecnologia possibilitou a maior difusão de notícias mundiais, uma vez que é possível acompanhar, em tempo real, acontecimentos importantes que ocorrem por todo o globo, dando a possibilidade para a população se manter informada, fato que não ocorria durante a Batalha de Maratona.        Sob outro ângulo, é mister analisar esses avanços como um problema social que envolve todos os conectados. É comum observar jovens, em seus grupos de amigos, em que todos eles, ao invés de comunicar-se entre si, preferem navegar no Instagram, Facebook ou Twitter. Isso, de fato, mostra que a vida real está sendo trocada pela virtual e, como na sociologia de Zygmunt Bauman, p uso excessivo de tecnologia faz o indivíduo perder sua empatia e as habilidades de conviver em sociedade. Nesse viés, é incontrovertível que a ausência de limites perante o uso da rede, deixará sequelas e dificultará, ainda mais, o canal comunicativo entre as pessoas.       Destarde, mesmo com os benefícios dos meios de comunicação, é preciso a instrução para minimizar o uso em demais. Portanto, faz-se necessário que as escolas, em conjunto com clínicas psicológicas, realize palestras semanais para debater o assunto, bem como as consequências nada benéficas que o utilização excessiva da internet pode trazer- como o vício e Nomofobia, a fim de conscientizar os jovens de que viver em rede pode ser perigoso para seu futuro....