Enviada em: 12/06/2018

Na sociedade contemporânea, os meios de comunicação exercem um relevante poder na integração social dos indivíduos. Isso se deve, sobretudo, ao surgimento das novas tecnologias de comunicação que vem modificando as relações sociais. No entanto, o vício tecnológico é um fator preocupante visto que isso causa uma hipertrofia nas relações humanas. Logo, são necessárias mais ações do órgão governamentais e sociais, visando as discussões em torno desse assunto.    Em verdade, o desenvolvimento tecnológico desenvolveu potencialmente a integração social, principalmente, por meio das redes sociais, que possibilitou aos seus usuários encontrar oportunidades, bem como construir, um complexo canal de relacionamentos. Além disso, a globalização foi uma das maiores forças de transformação da paisagem social moderna vem estabelecendo uma aproximação, ou o “encurtamento das distâncias”. Assim, a internet é também um agente de intercambio democrático, pois torna à informação acessível as comunidades, sendo essa um importante instrumento de mobilização social, um exemplo disso são os casos de tragédia que acontecem no mundo como a tragédia na região Serrana do Rio de Janeiro, na qual comunidades em páginas do Twitter e Facebook mobilizaram a população para organizar mutirões de auxílio aos órgãos públicos. Com isso, os meios de comunicação mostram a sua importância na sociedade, deixando de lado tempo e espaço, passando a influenciar na vida de dezenas de pessoas.      Outrossim, o uso abusivo das novas tecnologias de comunicação e entretenimento tem causando impactos negativos na sociedade, já que o uso repetitivo de plataformas de jogos e redes sociais tem provocado uma grande dependência tecnológica em muitos indivíduos. Conforme preconizado pelo importante sociólogo Polonês Zygmunt Bauman, por possuir uma rede de interação virtual, as pessoas dispensam as habilidades sociais, distanciando-se do diálogo ao aproximar-se do individualismo. Dessa forma, a desenvoltura nas relações com familiares e amigos é diretamente prejudicada quando o mau uso dos meios tecnológicos promove uma mutação na identidade do indivíduo ao invés de promover momentos prazerosos.        Dessa forma, torna-se evidente a necessidade de adaptar as novas tecnologias para serem usadas de forma mais benéfica aos indivíduos. Para tanto, o Governo Federal criar projetos em parceria com as instituições educacionais, introduzindo disciplinas que discutam a importância de conscientizar os jovens para uso saudável das novas tecnologias. Além disso, cabe às ONGs criar projetos sociais, por meio de debates e palestras com especialistas, mensalmente, no âmbito social, visando mostrar aos pais a importância de limitar crianças e adolescentes ao uso das novas tecnologias, para que essas não desenvolvam dependências do uso tecnológico....