O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Agrotóxicos: mais vilões do que amigos nas plantações
     Usados como arma química durante as duas Guerras Mundiais, os agrotóxicos hoje são parte, indesejada, da dieta de milhares de pessoas. Mesmo sabendo dos riscos, os agricultores ainda os utilizam de forma indiscriminada na produção que alimentos.
     O uso excessivo de pesticidas pode ser facilmente observado na dieta diária da maior parte dos brasileiros. Segundo a Anvisa, a maça, a banana, morango e entre outros alimentos consumidos diariamente, tem níveis de pesticidas muito elevados, inclusive maiores do permitido por lei. Quando estes alimentos infectados entram no organismo podem ter sérias consequências, até mesmo levando a morte. Somente entre 1999 e 2012 foram registrados mais de 2.440 mortes por intoxicação de alimentos com alto nível de agrotóxicos.
     As consequências o uso indiscriminado dos pesticidas não estão só nos alimentos que comemos, de acordo com estudos da Unicamp, mais de 1,5 milhões trabalhadores rurais são intoxicados. Mesmo com dados alarmantes, a utilização não para, desde 2002 até 2014 o uso de agroquímicos quase dobrou, tornando o Brasil o terceiro maior consumidor de agrotóxicos do mundo. 
     Os malefícios do uso dos agrotoxicos, tanto para quem consome quanto para quem trabalho no manuseio, ja são muito conhecidos. Para diminuir as más consequências é necessário a criação de leis mais rígidas e melhora na fiscalização por parte do governo. Além disso, é preciso campanhas do Ministério da Agricultura e ONGs para conscientização sobre os perigos de trabalhar em contato direto com certos agrotóxicos, podendo levar a morte.