Envie sua redação para correção
    Na era da modernidade a sociedade vivia no Meio Técnico, em que a natureza regia a produtividade. Assim sendo, os agricultores conviviam com pragas, doenças e fatores naturais que determinavam a sua plantação e, assim, sobrevivência. Contudo, atualmente, sabe-se que tais questões foram quase erradicadas por causa dos avanços em tecnologias químicas. No entanto, o uso intensivo de produtos como os agrotóxicos provoca diversas consequências, que vão de problemas ambientais a de saúde pública. Tornando, desse modo, urgente a discussão e tomada de ações interventivas sobre o tema.
           Segundo o pensamento de Marx, a economia determina a sociedade. Nesse sentido, a agropecuária a qual apresenta-se como a base da economia brasileira, leva os produtores a fazerem de tudo pelo lucro como, por exemplo, usar produtos químicos agressivos inconsequentemente_ causando inúmeros efeitos. No meio ambiente eles contaminam o solo, os rios e os lençóis freáticos e, por consequência, afeta a vegetação e os animais, o que resulta em desequilíbrios ecológicos e alteração de ecossistemas inteiros. Exemplo disso vê-se no cerrado, onde a aplicação de substancias no solo para melhorar a produção ocasionou mudanças irreparáveis na conjuntura original do bioma. 
        Além disso, há outra problemática, que atingi ainda mais diretamente a população, acarretada pelo uso de agrotóxicos. Esses produtos são extremamente perigosos para a saúde humana e, de acordo com o Ministério da Saúde(MS), causaram na última década mais de 110 mil intoxicações, sendo 25% desse número em crianças.Todavia, esses produtos estão na água e na maioria das frutas, legumes e vegetais consumidos pela população, a qual desconhece tal perigo.
           Em síntese e de forma análoga a primeira lei de Newton, a qual um elemento tende a manter seu movimento até que uma força atue sobre ele, é imperiosa a aplicação de forças que parem a continuidade do problema. Para isso, torna-se necessário ações conjuntas de vários órgãos e a sociedade civil. Primeiramente é fundamental que o MMA aumente as fiscalizações nas produções e torne mais severas as punições pelo descumprimento da lei, para que,com isso, não haja espaço para infrações. Ademais, o MS em parceria com o MMA devem criar campanhas publicitárias quem informem os habitantes sobre a situação e, assim, crie um movimento contra o uso de agrotóxicos na produção de alimentos. Outrossim, é recomendável que Ministério da Agricultura, por meio de projetos, capacite os agricultores com técnicas sustentáveis  de manejo agropecuário. E por fim, é indispensável a participação dos cidadãos cobrando de seus representantes e as instituições responsáveis tais medidas.