O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    A partir da década de 1930, o Brasil tornou-se um país com uma indústria de base singular, resultando no investimento de muitos brasileiros na produção de alimentos no meio agrário. Atualmente, para que os produtos agrícolas sejam consumidos, faz-se uso de agrotóxicos em grande parte do globo a fim de combater pragas nas plantações. Entretanto, o uso de tais produtos químicos pode ter consequências negativas.
       Primeiramente, a utilização de agrotóxicos pode resultar em malefícios para os seres humanos. Quando o alimento chega à mesa dos consumidores, é provável que ele contenha agrotóxico, e o mesmo faz mal para a saúde das pessoas, tendo em vista que muitas delas passam por intoxicação alimentar graças ao consumo dessa substância química. Com isso, a ingestão de comida com tais substâncias tem por consequência, em alguns casos, a morte dos consumidores, evidenciando o perigo do consumo desse produto nocivo à saúde.
       Em segundo plano, o uso de agrotóxicos também é prejudicial ao meio ambiente, sendo, então, outro fator preocupante quando se trata dessas substâncias químicas. A partir disso, quando grandes empresas ou até mesmo pequenos produtores agrícolas utilizam esses produtos, os mesmos entram em contato com o solo. Com isso, esse solo ficará contaminado, o que pode resultar na impossibilidade de continuar com as plantações de um determinado local.
       Infere-se, portanto, a necessidade de alterar o cenário agrícola não só do Brasil, mas do mundo como um todo. Sendo assim, é imprescindível que o Poder Legislativo elabore leis que exijam a diminuição do uso de agrotóxicos nos alimentos, já que os mesmos são nocivos à saúde dos seres humanos e ao meio ambiente. Além disso, as mídias (internet, televisão, rádio e jornais) devem alertar à população sobre os malefícios do consumo de alimentos com tais substâncias químicas, para que, assim, as pessoas parem de ingerir comida que contenha agrotóxicos.