O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    O uso de agrotóxicos no mundo ganhou adeptos após a Revolução Verde em 1950, quando o setor industrial voltou-se para o campo e o industrializou de modo que atualmente a zona rural ainda sofre com os impactos do setor. Com o implemento dos chamados defensivos agrícolas sobre a agricultura, sérios problemas ''velados'', foram trazidos para a humanidade. O Brasil, com uma economia que tem por base a cultura agrícola, é um dos principais adeptos da agricultura tóxica, atualmente possui o título de campeão mundial no uso de agroquímicos, o que reflete na sociedade de forma totalmente negativa, afetando a saúde da população, e aumentando  riscos os problemas ambientais.
        Nesse viés, segundo a OMS um brasileiros consome em média cerca de 6 L/ano,  de ''agroveneno'' contido em sua alimentação, resultado de um aumento de 1.000% do uso desse método durante 30 anos. Anualmente, são usados cerca de 1 bilhão de tonelada de defensivos no campo, o que socialmente reflete na saúde de grande parte da população, seja ela rural ou urbana. Segundo pesquisas recentes, e documentários televisivos, a exposição a agrotóxicos de curto ou longo prazo está relacionada diretamente com o aumento no número de casos de cancer, e um dos fatores responsáveis por ondas de suicídio na zona rural, já que propriedades químicas contidas na formulação desses agroquímicos podem reduzir os níveis de serotonina e causar uma depressão, onde por muitas vezes se culmina suicídio.
          Ademais, vale citar os danos causados pelo uso de substancias tóxicas no meio ambiente. Anos de uma cultura regada ao uso de agroquímicos podem custar a salubridade do solo e contaminação do a lençol freático, além da perda da biodiversidade local e da poluição de lagos, e,ou, rios. Apenas para exemplificar, fazendo um alelo dos possíveis danos da adoção desse cultivo perigoso, destaca-se que o brasil tem em seu pacote de venenos, 22 expressamente proibidos na Europa e em outros países, já que a resposta negativa dada por eles e totalmente descabível ao meio ambiente e a saúde pública.
         Destarte, de acordo com Newton um corpo permanece parado se nenhuma força for exercida sobre ele. Portanto, cabe a Bancada Ruralista Brasileira tomar medidas cabíveis e sensatas em relação a isso, deixar de lado a política do ganhar mais a qualquer custo e pensar no bem estar social, juntamente com o Ministério do Meio Ambiente e do Ministério da Saúde, promovendo assim por meio de leis e conscientização popular a redução da problemática no país, buscando revolucionar agricultura e trazendo o modelo sustentável, o viabilizando para ser mais organico, já que em viés as perdas em relação ao atual modelo, agronegócio, é de apenas 25% , continuando a se produzir muitos alimentos,  fornecendo-os com qualidade sem prejudicar o meio ambiente, muito menos a saúde populacional.
    
    30 anos 80 mil to
    1 bi crescimento de mais de 1000 por cent
    
    depressão                                             70 da alimentação vem dos pequenos produtores        pnarazzzzzzzzzzzz
    de produtos químicos em grandes produções além de prejudicar a saúde da população que por sua vez são os consumidores finais do produto , causam danos irreversíveis ao ambiente em que estão inserid