O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Eutrofização antrópica: processo biológico que consiste na poluição das águas e no crescimento de algas, porém ele traz malefícios à saúde e ao meio ambiente. Um dos responsáveis por essa situação é o uso excessivo de agrotóxicos que contamina lagos, lençóis freáticos entre outros. Portanto, é imprescindível analisar os fatores que levam à aplicação desse produto, assim como os seus efeitos quando utilizado em demasia para que problemas como o citado anteriormente e muitos outros possam ser evitados.
    A Revolução Verde, na década de 60, foi um movimento da agricultura que utilizava massivamente os agrotóxicos com o intuito de melhorar o rendimento agrário. Hodiernamente, o Brasil continua com o uso exorbitante de praguicidas, o qual é aplicado, por trabalhadores e empresas rurais, para proteger os alimentos das pragas e para aumentar a produtividade das plantações. Além disso, o agronegócio é razão crucial para o uso de defensores agrícolas, devido ao desenvolvimento e ao crescimento da agricultura. Convém ressaltar que, devido a isso, o Brasil é considerado o terceiro maior consumidor de agroquímicos no mundo e ainda utiliza produtos que já foram banidos nos Estados Unidos e na Europa.
    Por conseguinte, a saúde da população, bem como a fauna e a flora são afetados. Segundo o Dossiê ABRASCO, a contaminação já atinge o leite materno e também pode acarretar em câncer e aborto. Sob esse viés, depreende-se que a utilização de pesticidas é muito nociva à saúde e afeta tanto quem manuseia quanto quem consome o alimento manipulado. Ademais, o uso contínuo de biocidas acaba com a fertilidade do solo, as pragas se tornam mais resistentes, o solo fica mais pobre e necessitado de mais adubos químicos e agrotóxicos. Outrossim, processos como eutrofização, já citado, desertificação do solo e muitos outros são responsáveis pela degradação da natureza e pela morte dos animais e resultam em virtude da falta de fiscalização das lavrouras por parte do Ministério da Agricultura.
    Diante da análise das causas e consequências do uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo é preciso tomar providências para que haja diminuição deste. Dessa forma, o Ministério da Agricultura, junto ao Governo Federal, deve incentivar e investir na Agroecologia - sistema de produção sustentável que usa adubos naturais, é economicamente viável e feito por pequenos produtores - por meio de insumos agrícolas, verbas, valorização dos lavradores para que os produtos orgânicos ganhem mais demanda e assim sejam mais baratos, além de proporcionar uma alimentação segura e possível. Além do mais, o mesmo Ministério deve fiscalizar veementemente as produções de forma periódica por meio de profissionais especializados para que não haja uso excessivo de agrotóxicos e que a garantia da segurança alimentar seja efetivada.