O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Devido à Revolução Verde nos anos 1960 a produção agrícola mundial aumentou exponencialmente e possibilitou a melhor alimentação de pessoas de várias partes do mundo.Porém,essa melhor alimentação é relativa,uma vez que há um excessivo uso de agrotóxicos e sementes transgênicas para manter esse consumo.Deste modo,esse excesso de veneno na comida deve ser duramente combatido.
     Segundo o Instituto Nacional do Câncer(INCA),esse descontrole comprova-se de forma que o brasileiro junto a sua alimentação consome cinco litros de agrotóxico todo ano.Ou seja,essas substâncias ,que em maioria são carcinogênicas, estão presentes diariamente na mesa do cidadão e podem gerar um estado de calamidade na saúde do país.Outro estudo do mesmo Instituto sugere que o câncer do tipo LHN esteja intimamente ligado ao uso intensivo desses produtos.
     Ademais,o consumidor final não é o único afetado por esses elementos nocivos,acrescenta-se que o produtor rural é o grupo social que mais prejudica-se com o uso desses compostos.Muitas vezes o trabalhador é exposto a esses venenos sem sequer ter a roupagem adequada fornecida por seus empregadores.Assim,consequentemente essas pessoas morrem ou adquirem graves sequelas.
     Tendo o exposto em vista,depreende-se que esse quadro calamitoso só pode ser mudado com muito empenho e trabalho conjunto da sociedade civil e do governo.Primeiramente,ONG's como o Greenpeace e a ONU,devem em conjunto com artistas e chefs de cozinha engajados,como Paola Carosella e Bela Gil,pressionar o poder legislativo e executivo a aprovarem o Projeto de Lei PNARA,que propõe reduzir gradualmente o uso de agrotóxicos e estimular uma agricultura mais sustentável.Deste modo,menos agrotóxico será consumido pelo consumidor final e menor serão os danos causados à saúde do trabalhador rural.Em consoante a esse movimento,o governo deve-se valer da função social do imposto,ou seja,um taxa de extrafiscalidade deve ser incidida pelo poder federal sobre a compra de agrotóxicos.Dessa forma, será mais caro consumir produtos que tenham veneno em sua composição,assim ter-se-á menor incentivo ao uso desses defensivos letais;tal qual é feito com o tabaco e o álcool.
     Em síntese , uma sociedade menos dependente do agrotóxico deve ser a projeção para o futuro da nação brasileira,de mesma maneira que é uma realidade em países desenvolvidos.Convém recordar que o veneno que hoje alimenta ,em longo período, fará a população doente portanto,as medidas de combate a essa doença devem ser urgentemente aplicadas.