O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    São muitos os empecilhos que comprometem o desenvolvimento da sociedade hodierna, visto que a mesma é exposta ao uso desmoderado de agrotóxico. É preciso ponderar que, o uso excessivo de pesticidas tem se mostrado como verdadeiro desafio a ser superado no âmbito da saúde e do meio ambiente. Logo, diante desse quadro, é preciso não só considerar as razões dessa prática bem como analisar os impactos decorrentes dela. 
         Em primeira análise, vale ressaltar que o uso de agrotóxico não é tão recente, desde a Segunda Guerra Mundial os agrotóxicos foram desenvolvidos e utilizados como armas químicas, após o conflito esses compostos tiveram seu uso expandido para o setor agrícola. Desde então, a prática descontrolada desse produto químico traz consequências aos agricultores, já que uma minoria utiliza equipamentos de proteção, acarretando também aos consumidores diversas doenças. 
       Além disso, é preciso ressaltar que o segundo a Folha São Paulo foi aprovado o projeto que facilita o uso de agrotóxicos, no Brasil. Em vista disso, é evidente que devido uma grande quantidade de venenos que serão fornecidos, ocorrerá contaminação do solo e da água, e com isso prejudicará as plantações futuras. É o que se nota quando o país é o maior consumidor agroquímico, aponta o G1 notícias.
        Infere-se, portanto, a necessidade de medidas para alterar esse cenário. Assim, cabe ao Ministério da Agricultura, responsável por manter a ordem, assegurar a defesa e promover  o bem-estar da sociedade, desenvolver ações afirmativas que visam garantir a dignidade humana de seus concidadãos. Para isso, deve promover campanhas de conscientização esclarecendo à sociedade os riscos quanto ao uso dos agrotóxicos, por meio de inserções institucionais na mídia. Que alcance toda a população, visando os perigos que o uso descontrolado  pode ocorrer. Com intuito de que as futuras gerações  possam ser pautadas com novos valores da agricultura saudável.