O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    A aparição do que seria posteriormente utilizado como agrotóxico, deriva de um produto desenvolvido na Primeira Guerra Mundial e usado mais amplamente na Segunda Guerra como arma química. No Brasil, o uso dos agrotóxicos traz diversos problemas de saúde e imenso impacto ambiental. Ademais, as poucas leis existentes sobre o tema, muitas vezes são desrespeitadas, tornando necessário a tomada de novas medidas que resolvam definitivamente a questão.
      Apesar de trazerem alguns benefícios, como proporcionar uma maior resistência às plantas contra pragas, os agrotóxicos prejudica muito a saúde das pessoas que lidam com eles sem proteção, podendo causar vários problemas - câncer, depressão e mal de alzheimer são alguns deles. Igualmente, são os principais causadores da degradação ambiental, pois contaminam o solo, rios, lagos, a atmosfera e o lençol freático. Os agrotóxicos, acabam também afetando várias cadeias alimentares, por exemplo, um peixe que habita um local contaminado, certamente irá acumular essas substâncias no seu organismo, resultando na contaminação do próximo consumidor.
       Entretanto, muitos problemas dificultam a resolução do impasse. Mesmo havendo algumas leis que proíbam o uso de alguns agrotóxicos, como o DDT (Dicloro-difenil-tricloroetano), existe ao mesmo tempo, a falta de fiscalização das fronteiras, possibilitando que muitos desses produtos vindos de países vizinhos sejam utilizados de forma clandestina, colocando a saúde de milhares de pessoas em risco. Apesar de 13.982 pessoas passarem por situações de intoxicação em 2017, segundo levantamento do Ministério da Saúde, muitos agricultores ainda continuam utilizando os agrotóxicos sem nenhuma proteção.
       Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. É de responsabilidade do Governo Federal não somente criar leis que proíbam o uso de determinados agrotóxicos, mas também contar com uma fiscalização efetiva nas fronteiras e nas lavouras, para que produtos proibidos não sejam aplicados. Por outro lado, os Sindicatos Rurais devem ministrar palestras sobre a correta utilização dos agrotóxicos, a importância de manusear os agrotóxicos com equipamento adequado e os problemas que o uso excessivo dessas substâncias podem causar a saúde. Com tais medidas, casos de intoxicação e poluição do meio ambiente serão reduzidos consideravelmente, oferecendo uma melhor qualidade de vida à toda população.