O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    A teoria malthusiana afirmava que o crescimento na produção alimentar não conseguiria acompanhar o crescimento populacional, uma vez que este se daria em progressão geométrica e aquele em progressão aritmética. Entretanto, com a Revolução Verde, a produção alimentar foi potencializada através da mecanização agrícola e incorporação dos agrotóxicos e tal teoria passou a ser refutada. Hodiernamente, apesar dos agrotóxicos aumentarem a produção de alimentos, eles podem, a partir do uso indiscriminado,trazerem riscos para a saúde humana e para o ambiente.
         Nesse contexto, é notável que alguns agrotóxicos usados no Brasil como o Acefato e o Glifosato causam problemas para a saúde humana, nesse caso, câncer e problemas neurológicos,respectivamente. Fato esse, demonstra a necessidade de uma regulamentação mais rígida para com a utilização desses aditivos químicos no mundo. Outro ponto, é o manuseio inadequado dessas substâncias que acabam sendo levadas aos ambientes naturais e prejudicando a fauna e flora, tal como já foi afirmado pela Anvisa.
        Ademais, é necessário destacar que o uso em si é necessário para a humanidade, sem ele a produção alimentar não seria suficiente para os mais de sete bilhões de habitantes. Porém, é necessário que os países que mais utilizam tais substâncias, como o Brasil, respeitem de fato o IDA, Ingestão Diária Aceitável, para que o uso de fato seja benéfico social e economicamente.
         É perceptível, portanto, a necessidade de mudar a forma de uso dos agrotóxicos a fim de beneficiar a população. Para isso, é necessário que o Ministério da Agricultura crie órgãos de fiscalização e multas para aqueles agricultores que não respeitem o IDA. Também é válido, que o governo crie incentivos agrícolas para a produção de alimentos orgânicos voltados para o mercado interno brasileiro, tal como em tecnologias e pesquisas para diminuir o uso de agrotóxicos nas produções nacionais.