O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Desde início do século xx, observa-se que  a funcionalidade da biotecnologia a favor do ser humano é notável, ajudando em diversos fatores, como na utilização de plantas geneticamente modificadas que promove resistência á pragas e doenças que prejudicariam a cultura agrícola, e consequentemente a economia do país.Entretanto o uso indiscriminado de produtos tóxicos persiste.Com isso, quando refere-se ao uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo, se consta dois pontos notórios: A poluição de lenços freáticos e ao aumento do risco de se adquirir câncer fututuramente.
        Segundo pesquisas, o Brasil é o terceiro maior consumidor de agrotóxicos do mundo,sendo utilizados na agropecuária.Este ciclo vicioso acaba aos poucos poluindo o ambiente, pois com o desmatamento constante o solo fica desprotegido, provocando lixiviação e facilitando a chegada de agrotóxicos em Lençóis freáticos.O aqüífero Guarani, considerado um dos maiores do mundo, se estende entre o Brasil,Argentina,Paraguai e Uruguai, porém sofre grande risco de poluição devido ao excesso uso de agrotóxicos nessas regiões.
        Em contrapartida, estudos mostram que o uso do agrotóxico pode aumentar as chances de se adquirir diversos tipos de câncer.No mundo e principalmente no Brasil alimentos orgânicos são mais difíceis de se encontrar e mais caros, levando as pessoas a consumirem os mais baratos;além de câncer, esse tipo de alimento pode causar intoxicação e em casos mais graves levando a falência.                 Destarte,o ministério da Agricultura deve se reunir com donos de agropecuárias para decidirem uma quantidade máxima no uso de agrotóxicos que não atinga tanto o meio ambiente e a incentivação da utilização de plantas geneticamente modificadas. De outro lado, o ministério da Saúde deve instalar palestras periódicas para que os cidadãos aprendem a eliminar os agrotóxicos solúveis em água e os não solúveis antes de consumir o alimento, previnindo assim ao máximo as doenças.