O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Nas décadas de 60 e 70, um importante acontecimento alterou as práticas agrícolas mundiais,a revolução verde,que foi responsável por diversas inovações tecnológicas,as quais intensificaram a produção agrícola.Nesse sentido,dentre essas inovações estava o uso de agrotóxicos,que começou a ser utilizado em grande escala.Diante disso,apesar dos defensivos agrícolas diminuírem os custos da produção e proporcionarem um aumento na produção,se forem usados exageradamente,causam malefícios ao meio ambiente e aos seres humanos.
     É importante pontuar que segundo a Secretária de Vigilância em Saúde,o uso excessivo de agrotóxicos afeta negativamente o ecossistema marinho e terrestre,pois gera uma intoxicação do solo e das águas.Nesse contexto,eles podem alterar toda cadeia alimentar,por serem responsáveis pela mortandade de algumas espécies aquáticas e terrestres.Além disso, os agrotóxicos dificultam a fixação de nitrogênio pelos microrganismos que habitam o solo, tornando-o mais “pobre". 
     Ademais,o uso exagerado dos defensivos agrícolas também contribui para a ocorrência de problemas de saúde nos produtores rurais e nos consumidores.A luz disso,Segundo o Ministério da Saúde,os produtores rurais podem apresentar ,como resultado da exposição aos agrotóxicos, desde problemas respiratórios até cânceres e impotência sexual,enquanto os consumidores poderão adquirir intoxicação alimentar e nos casos graves, câncer.Nesse sentido,segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde,em 2017 foram registrados quase 11 casos por dia de intoxicação por exposição a agrotóxicos em todo o país.
     Portanto,medidas são necessárias para acabar com essa problemática.Assim,o Ministério da Agricultura,juntamente com a Anvisa,deve fiscalizar o uso dos defensivos agrícolas,para ter a certeza que somente os permitidos são usados,e na quantidade recomendada,pois,somente assim,problemas ambientais e de saúde serão minimizados.