O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Na obra O Mito da Caverna, Platão mostra que a teoria do conhecimento, educação e senso crítico é fundamental para a construção do estado ideal. Contudo, hodiernamente, quando se observa a utilização de agrotóxicos, constata-se que o raciocínio do filósofo grego não se encontra presente na sociedade brasileira, seja pelo incentivo do governo, seja pelo efeitos na saúde humana
     É incontestável que que os aspectos governamentais estejam entre as principais causas do problema. De acordo com o artigo 3 da Constituição cidadã de 1988, informa o dever estatal de constituir uma sociedade livre, justa e solidária, garantindo o desenvolvimento nacional. Contudo, a redução de impostos relacionados a produtos industrializados incentiva o uso e impede que esse direito constitucional seja efetivado. Com efeito, evidencia-se a necessidade de promover melhorias no sistema de cobrança de impostos do país.
     Outrossim, destaca-se o impacto na saúde humana como propulsor do problema. Segundo o site Mundo Educação, 200 mil pessoas morrem no mundo por ano graças ao uso inadequado de agrotóxicos. Dessa forma, nota-se que a ausência de informação sobre os perigos que esses produtos químicos trazem a saúde humana causa a morte de muitos agricultores. Assim, percebe-se que a inexistência de conhecimento sobre o assunto causa o óbito de muitos trabalhadores rurais.
     Torna-se evidente, portanto, que tanto o incentivo do governo, quanto o impacto na saúde humana estão ligados ao uso de agrotóxicos. Sendo assim, O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento deve aumentar os impostos de produtos relacionados a indústria agrícola, promovendo a redução do uso de agrotóxicos ofensivos a saúde humana. Aliado a isso, o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola deve fiscalizar os produtos utilizados pelos agricultores e ensiná-los a como utilizar de maneira que não seja ofensivo a sua própria saúde. Desse modo, o Brasil se tornará um estado ideal, conforme dito por Platão.