O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Ao nos alimentarmos, não nos damos ao trabalho de refletir sobre a origem e o caminho percorrido pelos alimentos até o nosso prato. Como forma de aumentar a produção de alimentos e, consequentemente, o lucro do produtor, o agrotóxico tem sido muito empregado no agronegócio brasileiro, entretanto os consumidores muito pouco sabem a respeito de seus perigos e, muitos sequer sabem que o estão ingerindo. A verdade é que no Brasil existe um grande perigo ao usar deliberadamente agrotóxicos e faltar com o cuidado com seus impactos no meio ambiente e na saúde dos brasileiros. 
         Se no Brasil houvesse de fato uma preocupação com o nosso patrimônio ambiental, deveriam haver severas mudanças na legislação brasileira no que diz respeito ao uso de agrotóxicos. É inadmissível que seja permitido o uso de tantas substâncias em nossos solos, visto que elas atacam diretamente importantes fontes de água potável, sendo um dos grandes responsáveis pela falta de água de qualidade no país com mais recursos hídricos no mundo.
             Além disso, é importante ressaltar também os riscos que eles estão apresentando à saúde dos brasileiros. O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo. A maioria dos agrotóxicos que ingerimos pelo consumo de vegetais, grãos e frutas é proibido por lei nos países mais desenvolvidos. Isso porque especialistas têm associado esse consumo com o desenvolvimento de doenças crônicas, cânceres malígnos e doenças fatais. Por que não seguir o exemplo de países desenvolvidos e limitar o uso de produtos tão nocivos como os agrotóxicos?
              Visto os impactos no meio ambiente e na saúde dos brasileiros que o uso de agrotóxicos causa, é mais do que necessário que haja uma limitação no uso desses produtos. Por isso, os consumidores deveriam procurar consumir mais produtos orgânicos, de origem conhecida, e o Estado tem o dever de restringir o uso de agrotóxicos, como forma de garantir a saúde da população e do meio ambiente.