Envie sua redação para correção
    A Revolução Industrial contribuiu diretamente para o aumento da agricultura e consequentemente, fez a produção de alimentos em terras agricultáveis aumentar, sendo necessário a introdução de agrotóxicos. Nos últimos dez anos, o Brasil ocupou o primeiro lugar no ranking dos países que mais consomem agrotóxicos, que se utilizados de forma excessiva, podem causar doenças e o desequilíbrio do ambiente. Dessa maneira, é evidente que a situação precisa ser mudada.             
                Primeiramente, o uso excessivo de agrotóxicos desencadeia várias doenças, sendo mais frequentes as intoxicações por alimentos, que podem acontecer em curto prazo, e a grande chance de desenvolver um tumor em longo prazo. Isso acontece devido o grande consumo de toxinas através de alimentos que foram submetidos ao 'tratamento' com agrotóxicos. 
          Além disso, o uso dessas toxinas para combater pragas, consequentemente, causa um desequilíbrio ambiental na região, já que, além de exterminar os organismos prejudiciais, acabam também exterminando espécies que influenciam positivamente, como alguns insetos que fazem polinização e ajudam na reprodução das plantas. Um exemplo disso pode ser visto no documentário ' o veneno está na mesa', que mostra os riscos de consumir esses produtos e seus impactos na natureza. Portanto, é evidente que essa situação precisa ser mudada. 
          A iniciativa deve vir de agricultores e donos de terras, que aplicarão novas técnicas de cultivo, visando diminuir o uso de agrotóxicos. Isso pode ser feito por meio da fertilização orgânica, que consiste em não usar produtos químicos e também deve-se optar pelo controle biológico, que não usa agrotóxicos para combater pragas, e sim inimigos naturais como parasitas e decompositores, que atacarão somente as pragas, poupando outras espécies. Esse conjunto de ações deve ser feito para reduzir os problemas relacionados ao consumos de agrotóxicos no Brasil.