Envie sua redação para correção
    Os agrotóxicos foram desenvolvidos na Primeira Guerra Mundial e usados na Segunda Guerra como arma química.Porém,com o fim dos combates,forma destinados ao uso na agricultura com defensivos.Assim,empregados em larga escala e na busca de alta produção de alimentos,mas estão destruindo o meio ambiente e a saúde dos agentes envolvidos e dos consumidores.
       Em primeiro lugar,com o aumento da população mundial,também cresceu a demanda por alimentos.Com o discurso de acabar com a fome no mundo e,para isso,precisava aumentar a produção e diminuir as pragas, cada vez mais é comum o uso de agrotóxicos.A prova disso que o Brasil é o maior consumidor de defensivos do mundo, diz artigo do G1.Portanto,nem a saúde da população nem o meio ambiente deveriam pagar essa conta.
       Além disso,tem a contaminação dos consumidores e produtores de alimentos.Os clientes muitas das vezes não tem as informações necessárias como a quantidade de agrotóxico que foram utilizados para a produção desses alimentos.Por outro lado,os produtores estão gradativamente mais utilizando esses defensivos, sem se preocupar com a sua saúde, só pensando no lucro.Contrapondo essa ideia de usar cada vez mais agrotóxicos, países da Europa vêm limitando e até proibindo o uso de pesticidas, diz artigo da BBC,assim, tentando livrar a sua gente de futuras doenças.
        É evidente,portanto,que o governo elabore melhor suas leis e a fiscalização precisa ser mais efetiva.É necessário que Governo por meio de leis submeta os produtores a informar a quantidade de agrotóxico que foi usado nos alimentos,mediante ao um código de rastreamento,assim,os consumidores ficariam sabendo tudo sobre aquele alimento e cabe ao Ministério da agricultura fiscalizar a produção a venda e o uso de defensivos.Além disso,a sociedade civil deve procurar mais feira orgânicas e informação para mudar sua alimentação,assim,aumentando cada vez mais a produção de alimentos saudáveis.