O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Atualmente, um dos principais produtos que auxiliam na produção de alimentos para o mundo todo são os agrotóxicos, produto que gera inúmeros debates acerca da sua utilização ser prejudicial aos consumidores, por mais que não aja registro algum comprovando mortes pelo consumo de alimentos que tiveram contato com agrotóxicos, o uso incorreto deles nas lavouras causa a morte de quem os aplica, tal fato motiva projetos de leis que buscam regula-los, não se atentando ao real problema.       Surpreendentemente os agrotóxicos eram em principio armas químicas desenvolvidos na primeira guerra mundial e utilizado mais amplamente na segunda, após a guerra os agrotóxicos, já em sua atual função, foram usados para ampliação da economia dos vencedores. Segundo dados da fundação Oswaldo Cruz, no ano de 2017 4003 casos de intoxicação por exposição a agrotóxicos em todo Brasil, quase 11 por dia, o principal fator, apontado pela pesquisa, é a falta de proteção dos trabalhadores.
           Em contrapartida, diversos estudos já foram realizados e os efeitos dos agrotóxicos são inexistentes nos consumidores finais, todo o perigo envolvido na aplicação do produto é cientificamente comprovado, diferentemente dos danos por consumo.
           Em síntese, o uso dos agrotóxicos é prejudicial apenas aos que o aplicam, então cabe ao ministério da agricultura intensificar a fiscalização nas lavouras, e exigir equipamentos de segurança de qualidade, buscando diminuir os índices de intoxicação, outra forma de minimizar as intoxicações é a integração de tecnologias no campo, o uso de maquinas robotizadas que possam aplicar os agrotóxicos sem a necessidade do manuseio humano, tal exigência poderia ser feita a donos de propriedades consideradas acima da média de tamanho, para não prejudicar o pequeno e médio agricultor que não pode arcar com os custos do maquinário. 
           De fato, a preocupação pelos perigos causados pelos agrotóxicos são legitimas, mas diferente do que muitos pensam eles só afetam os trabalhadores de lavouras que trabalham sem a devida proteção, visto isso é possível a solução do problema de forma simples, a modernização e a fiscalização são partes fundamentais da mudança.