O uso de agrotóxicos no Brasil e no mundo

Envie sua redação para correção
    Segundo o economista inglês Thomas Malthus,a população iria crescer tanto que seria impossível produzir alimentos suficientes para todos.Em vista disso,observa-se que o avanço das tecnologias tem superado essa teoria,por meio do uso de agrotóxicos que contribui para o aumento da produção.Entretanto,essa situação é alarmante,haja vista que o uso indiscriminado de pesticidas favorecido pela falta de fiscalização e pela bancada ruralista no Congresso,intensifica as consequências,como a intoxicação de pessoas e do meio ambiente.
         Nesse contexto,é importante pontuar que apesar de contribuir para uma produção maior de alimentos,o uso indevido e exacerbado de agroquímicos tem graves consequências.Isso se deve,sobretudo,a falta de fiscalização nas áreas produtoras,dando espaço para que se use inseticidas de forma irresponsável.Desse modo,esse fato é preocupante,tendo em vista que já é comprovado cientificamente por instituições como a Universidade Estadual de Campinas que a utilização desse meio em larga escola pode provocar intoxicações.Além disso,não só provoca contaminações nos consumidores ,mas também nos funcionários que aplicam os inseticidas nas plantações e,ainda,pode ocasionar câncer nesses indivíduos.
           Com efeito,é necessário salientar que além da falta de supervisionamento,a presença de uma bancada ruralista- frente parlamentar que atua em defesa dos interesses dos proprietários rurais-colabora para a contínua presença dos agrotóxicos nas plantações,pois isso proporciona um maior lucro dos produtores.À vista disso,nota-se que isso contribui não só com a regularização do uso de defensivo agrícola,como também desestimula a produção de alimentos orgânicos.Por conseguinte,essa situação corrobora a contaminação do meio ambiente,haja vista que por intermédio do processo de lixiviação que leva os resíduos agrícolas para o meio ambiente aquático,poluindo os lençóis freáticos.
            Portanto,fica evidente que Malthus errou em sua teoria,tendo em vista que os avanços da agricultura,mas é preciso atenuar o uso de novas tecnologias nocivas.Nesse sentido,urge uma ação do Ministério do Meio Ambiente promovendo a fiscalização das áreas rurais,por intermédio da utilização de agrônomos nesse meio,com o fito de estimular o uso responsável de agrotóxicos.Além disso,é preciso que essa instituição impulsione a produção de alimentos em estufas fazendo uma produção integrada,mediante o investimento governamental e isenções fiscais para os agricultores,objetivando ter produtos livres de inseticidas.Outrossim,é preciso que o Governo Federal torne obrigatório cursos de conscientização ambiental para parlamentares ruralistas,por meio de emendas constitucionais para que assim esses proprietários defendam além de seus interesses.