O uso de animais em pesquisas e testes científicos no Brasil.

Envie sua redação para correção
    Segundo o artigo primeiro da lei número 11.794 de outubro de 2008, a criação e a utilização de animais em atividades e pesquisas científicas, obedece aos critérios estabelecidos pela lei, em todo território Nacional, no qual a utilização é restrita em alguns estabelecimentos. São consideradas como atividade específica, todas aquelas relacionadas com ciência básica, ciência aplicada, conforme o regulamento. Assim, faz se necessário, que o poder público atente se para a questão  do uso de animais em experimentação científica , enquanto situação que põe risco a vida e a saúde desses animais, onde são relatados que o mesmo são maltratados em laboratório de pesquisa no Brasil.
         Em síntese, conforme o site da rede rede globo (G1), houve uma denúncia anônima em que cães da raça Beagle, além  de coelhos e ratos,  estavam sendo maltratados com métodos cruéis para pesquisa em testes de produtos comésticos e farmacêuticos no instituto Royal em São Roque (SP) . Segundo os Ativistas, os corpos estariam sendo  aprisionados em um porão. Após denúncia, manifestantes invadem o instituto e resgatam os animais, conforme pesquisa. No mais, o instituto Royal afirmou que, realiza todos os testes dentro das normas exigidas pelo Anvisa( Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) e que a retirada dos animais dificultou o trabalho a ser realizado. Dado o exposto, percebe se que é necessário ações que combatem maus tratos ao animais, visto que segundo a constituição, o ato deve estar  dentro das normas exigidos pela Anvisa e demais agências especializadas.               
        Em vista da atual situação, conforme pesquisa acima citada, deu início à um grande debate, no qual Ativistas,  personalidades da TV e Parlamentares se uniram para manifestarem, pedindo um fim no uso de animais em pesquisas cientificas, considerando como desnecessários e antiquados. No entanto,  faltaram nessa discussão uma voz importante, os próprios cientistas. Ninguém melhor que cientistas, à dizer se é possível eliminar os animais como cobaias em testes, afirma pesquisa. Ademais, pode se afirmar que os animais são impreencidíveis quanto a esses testes, pois sem eles podem ficar difícil e decretar falência no país. Nesse contexto, é indiscutível análise para a problemática.                                   Levando em consideração os aspectos, mostra se evidente, que o problema precisa ser resolvido, é necessário, que o governo em parceria com a Anvisa, possam fiscalizar  as instituições que utilizam animais como cobaias periodicamente, analisando se as ações estão de acordo com a lei, e punindo caso estejam violando as regras com multas e perdas da licença dos serviços de pesquisas   . No mais é preciso,  que o Poder Legislativo crie leis que sejam possíveis  que as instituições contratam novos fiscalisadores escolhidos pela Anvisa, e que  eles possam estar encaminhando relatórios mensalmente para a agência. Dessa forma pode se diminuir os índices do maus tratos em animais no Brasil.
      
    
    
    
    
    
    pos
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
                
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    sobre a importancia que nao tem como deixar 
     
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    Após denúncia de maus-tratos, grupo invade laboratório e leva cães beagle Os manifestantes acusam o instituto de maltratar cães da raça beagle usados em pesquisas e testes de produtos cosméticos e farmacêuticos, além de usar no trabalho também coelhos e ratos. Segundo os ativistas, uma denúncia anônima havia alertado que os cães estariam sendo sacrificados desde às 14h de quinta (17) com métodos cruéis e que os corpos estariam sendo ocultados
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    GOVERNO
    FISCALIZAÇÃO JUNTAMENTE COM A ANVISA AGENCIA NACIONAL DE VIGILANCIA SANITARIA