O uso de animais em pesquisas e testes científicos no Brasil.

Envie sua redação para correção
    O uso de animais em pesquisas e testes científicos acontece quando são utilizados esses seres vivos em experimentos - muitas vezes extremamente cruéis - com o objetivo de simular a reação de um determinado composto em um organismo vivo. No entanto, essa prática, que mantém-se bastante comum no Brasil necessita ser urgentemente combatida.
       No ano de 2013, um episódio ocorrido no Instituto Royal em São Paulo, na qual um grupo de manifestantes invadiram esse local e retiraram vários cachorros sob a denúncia de maus tratos, em que esse, mostrou-se extremamente coerente em defender o direito dos animais, pois, é sabido que, por meio da teoria da evolução de Charles Darwin não  há espécies superiores a outras. Todas elas são igualmente evoluídas de acordo com o seu habitat. Sendo assim, não há motivos para os direitos contidos no artigo 5 da Constituição Federal serem aplicados apenas a seres humanos e não a todos os animais que sejam senciente, ou seja, com capacidade de sentir emoções e sensações físicas.
       Ao se aplicar o uso de animais para pesquisas científicas, independentemente se essas causam maus tratos ou não, comete-se um claro erro de contradição ética, pois, estes são sencientes e capaz esde sentir emoções tais quais o ser humano. Por exemplo, os chimpanzés vivem em bandos e reconhecem uns aos outros através de beijos e abraços, os elefantes fazem rituais quando um ente querido morre. Sendo assim, não se tem nenhum motivo se não a comodidade em insistir no uso de bichos como pesquisa humanas. Porém, esse argumento não é forte porque no ano de 1945 o mundo assistiu horrorizado aos crimes cometidos por Josef Mengele, e entre esses, estava o uso de humanos em experimentos científicos a fim de descobrir os limites do ser humano. Sendo assim, não se faz o menor sentido ético-moral se impressionar com esses atos, mas ao mesmo permitir que nesse exato momento, vários desses seres estão em laboratórios passando por processos similares.
      Analisado o que foi exposto, deve-se em primeiro lugar criar um verdadeiro código dos animais pelo Congresso Nacional, em que esse, reconheça legitimamente o direito dos animais à vida e liberdade sem nenhuma restrição, visto que isso é aplicado aos seres humanos do Brasil, como consequência esses seres poderão ter sua integridade garantida por lei. Em segundo lugar, deve-se financiar, por meio do Governo Federal e do Ministério da Ciência e Tecnologia, pesquisas com o objetivo de encontrar novos métodos para a substituição do uso de animais, como por exemplo a impressão da pele humana em impressoras 3D. Com isso feito, o Brasil conseguirá dar um passo adiante para, finalmente, amenizar esse problema.