Envie sua redação para correção
    Convive-se diariamente com os questionamentos que o uso de animais em testes científicos traz para a população brasileira, principalmente em relação aos maus-tratos que podem ocorrer. Nesse sentido as pesquisas realizadas em animais passam por esferas que abrangem a necessidade de um organismo vivo para uma eficácia comprovada dos experimentos e a bioética. 
       Deve-se analisar, de início, que animais usados nos testes científicos são de extrema importância, uma vez que eles apresentam um sistema fisiológico, como nervoso e circulatório que se aproxima do ser humano. Dessa maneira, a prática realizada de acordo com a lei traz benefícios para a população em forma de remédios, cosméticos e métodos de prevenção de doenças como as vacinas. 
      Outrossim, a bioética é o estudo dos problemas e implicação morais despertados pelas pesquisas científicas com a utilização de seres vivos. Com o propósito de seguir os padrões da bioética, a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) reduziu o uso de animais em 30% no ano de 2017, sendo utilizado cultura de células como um método alternativo para os testes que podem ser realizados sem precisar de um organismo. 
       Em suma, o Governo Federal, através das universidades, instituições que utilizam cobaias para estudos, deve investir em meios alternativos, como a utilização de células. Para que dessa maneira possa reduzir os índices de uso de animais para pesquisas no âmbito científico.