Enviada em: 24/05/2017

Nos últimos anos a desigualdade social no Brasil tem sido alvo de grande destaque. A crise econômica é um dos fatores primordiais para o aumento da desigualdade e consequentemente da pobreza, visto que, afeta principalmente os salários reduzindo o poder de compra dos consumidores brasileiros.   A grave crise econômica que o país passa nos dias atuais, trouxe um maior agravamento na questão da pobreza da população. Segundo um estudo inédito do Banco Mundial, a atual crise representa uma séria ameaça à rede de proteção social, a exemplo do Bolsa Família, como também aos avanços na redução da pobreza e desigualdade social do Brasil.   Uma das causas desse problema socioeconômico é a redução dos postos de trabalho, que tem causado um aumento no número de desempregados. Essa diminuição traz as famílias a redução da renda e por conseguinte muitas chegam a passar por necessidades como a falta de alimento.   Diante do que foi exposto, percebe-se a necessidade de haver uma intervenção do Governo com o auxílio a essas famílias através dos programas assistencialistas, como também a criação de mais postos de trabalho para que se tenha uma diminuição no número de desempregados e consequentemente da pobreza....