Enviada em: 23/08/2017

Recessão Emergente   No território brasileiro em função de seu histórico colonial,desenvolvimento tardio e dependência econômica , há um alto índice de pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza.Dessa forma, por representar um país subdesenvolvido emergente,apresenta uma má distribuição de renda dentre os indivíduos e uma ascendente crise econômica nacional.    A princípio,nota-se,a progressiva queda na renda dos trabalhadores brasileiros.Segundo o filósofo contratualista John Locke, é dever do Estado prover de igualdade,propriedade e liberdade à todos os cidadãos,todavia, a má distribuição de renda é evidente em conjunto, da falta de oportunidade e qualificação da educação para a população,tornam-se, fatores que contribuem para o elevado índice de desigualdade social perante de indivíduos vivenciando longos períodos de miséria em crises de fome e sem uma moradia legitima,nas quais, são prejudiciais para uma boa qualidade de vida.      Ademais,verifica-se,a escassez de projetos sociais fornecendo suporte as comunidades de baixa renda.Conforme o jornal Estadão, o programa do governo federal,Bolsa Família beneficia apenas uma parcela pequena da população perante a linha da pobreza ,principalmente na região Nordeste, considerada a mais populosa e carente no estado brasileiro.Entretanto o tecido social em conjunto do governo federal pressupõe que é o suficiente e surgem críticas à esse programa nacional.      Fica evidente,portanto, a situação de pobreza em evidência no Brasil.Dessa maneira, é necessário que o Ministério da Educação em parceira com a mídia, forneça e divulgue a importância da qualificação da educação exercendo programas de incentivo ao estudo em função do bem estar social além de, o Ministério do Desenvolvimento Social em conjunto com o Governo Federal estabeleça projetos para o reverter o quadro de crises de fome e miséria, incentivando o desenvolvimento do país....