Enviada em: 17/03/2018

O artigo 3º da Constituição de 1988, tem como objetivo fundamental promover o bem de todos, sem distinção de raça, sexo, idade e quaisquer diferença. No entanto, quando o assunto é a probreza no Brasil, muitas vezes, esse artigo não é posto em prática. Nesse contexto, deve-se analisar o nível de escolaridade das classe mais pobres e, também, o atual desemprego. Diante disso, tornam-se passíveis de discussões os desafios enfretados, hoje, no que se refere ao poder aquisitivo da população brasileira.   Nesse sentido, deve ser ressaltado o nível de escolaridade e a importâcia da escola para a sociedade. Uma vez que, o indivídou com o grau de escolaridade baixo, fica propenso a serviços precários e com baixa remuneração. Tal deficiência, evidenciando a importância da escola para a população adquirir uma boa qualificação e consequentemente um bom posto de trabalho. Isso ressulta, em uma parcela da população vivendo em situação de probreza decorrente da baixa taxa de escolaridade do país.   Ademais, atrelado ao baixo nível de formação educacional, a taxa de desemprego presente no corpo social também é um agravante em relação a pobreza. Desse modo, o Banco Mundial, divulgou que o número de brasileiro vivendo na pobeza passou de 2,5 milhões para mais de 3,5 milhões no final de 2017, sendo o efeito da atual crise econômica e do desemprego. Como consequência, os desempregados ficam a mercê de programas sociais e com isso eleva das pessoas que vive na pobreza.   Urge, portanto, que mediante aos fatos expostos, medidas devem ser tomadas, a fim de reduzir a pobeza em evidência no Brasil. Com isso, o Governo Federal, juntamente com o Ministério da Educação, deve promover ampliações das escolas por todo o país, com objetivo de atender toda a população que necessita da formação educacional, dessa forma elevando o nível de escolaridade da população. Além disso, o Ministério do Trabalho, deve impor medidas para reduzir a taxa de desempregados, como aplicações de multas as empresas que despedir em grande escala....