Enviada em: 13/04/2017

Dentre os diversos problemas presentes na sociedade brasileira contemporânea, a poluição sonora apresenta fatores prejudiciais à saúde do povo. Muitos acreditam que por não causar danos ao meio ambiente não é um tipo de poluição, mas mesmo que não polua o ambiente, causa efeitos negativos às pessoas. Esse problema vem associado inclusive à falta de respeito ao próximo, algo que ainda persiste na realidade dos brasileiros.    Nesse contexto, pode-se considerar que os telefones celulares são cruciais nesse processo. Diversas vezes ao realizarem ligações, por estarem em lugares barulhentos, há a necessidade de aumentar totalmente o volume para escutar quem está do outro lado da linha. Além disso, muitos gostam de escutar música em alto e bom som, inclusive com fone de ouvido. Como tais ações se repetem no cotidiano dos cidadãos, podem causar graves consequências como por exemplo a surdez. Nesse sentido, convém afirmar que mesmo sem perceber, indivíduos prejudicam sua própria saúde.     Além disso, acredita-se que há uma carência na consideração dos indivíduos com o resto da sociedade. Muitas vezes ao realizarem festas em suas residências, indivíduos não respeitam o horário de silêncio deixando a música alta por muito tempo ou então até muito tarde. Em outros casos, pessoas se reunem em praças e abrem seus carros deixando a música no volume máximo. Tudo isso, pode causar insônia, dor de cabeça e até estresse àqueles que são perturbados. Sendo assim, é válido ressaltar que além da saúde, a saúde mental da coletividade também é afetada.      Diante do exposto, infere-se que a qualidade de vida dos brasileiros vem sendo afetada também pelo som. Para isso, espera-se que o Governo Federal seja mais rígido nas aplicações de penas no que diz respeito à penas para propagação de som alto. Além disso, por parte da Organização Mundial da Saúde, campanhas de conscientização sobre o quanto tal fator pode ser prejudicial à saúde coletiva....