Enviada em: 01/11/2018

Com o desenvolvimento do capitalismo e a ocorrência das revoluções industriais, as cidades começaram a concentrar maior parte da população. Desse modo houve a necessidade da criação de meios de locomoção. Na atualidade, há grandes contestamentos sobre a eficaz dos meios de transporte. Isso ocorre, sobretudo, devido  falta de investimentos e a violência.     Antes de mais nada, é relevante destacar que o transporte público não é priorizado no Brasil , haja vista que segundo a Associação Nacional de Transporte, cerca de 72% da população prefere automóveis individuais. Isso por que para a ANTP, 49% do tempo do trajeto é consumo dentro dos coletivos, assim percebe-se a demora na viagem, pois não há frota suficiente para suprir a demanda populacional.      Outrossim, a questão da segurança é outro fator que reflete no uso dos coletivos, o sentimento de insegurança está muito presente, mesmo que o Senado tenha aprovado o projeto PL253 no qual agrava a pena para crimes cometidos dentro das locomotivas. Mas pouco adianta, tento em vista que os praticantes não são capturados, isso por sua vez aumenta o sentimento de medo no uso dos ônibus e metros, principalmente mulheres devido a abusos sexuais, e impunidade seja frequente.      Nessa perspectiva, se faz necessário que as Secretárias de Trasporte e mobilidade urbana juntamente com os presentantes rodoviários, promovam a criação de mais linhas de ônibus e metros a fim de permitir menos tempo no trajeto e incentivaria as pessoas no seu uso. Ademais, é importante que  tenha mais segurança dentro dos coletivos, como a introdução nos bancos de botões de socorro, sendo usado para avisar a policia nas viaturas sobre possíveis crimes, para que seja capturado e promovendo mais segurança....