Enviada em: 21/07/2017

A Revolução Industrial, a qual proporcionou grandes avanços tecnológicos, acarretou o inchaço das cidades. Dessa forma, com o aumento da população e a pouca infraestrutura das pólis houve o surgimento de diversos problemas na mobilidade, devido, inclusive, à precária situação dos transportes públicos. Fatores de ordem histórica e administrativa caracterizam a problemática.      É importante pontuar, de início, que o crescimento urbano no Brasil ocorreu em um curto período de tempo e concentrada nas metrópoles. Somado à isso, houve uma negligência do transporte público, por parte de diversos governos. Em contraposição, houve o investimento em indústrias automobilísticas e o incentivo à compra de automóveis pela população. Logo, tal histórico reflete nas péssimas condições dos ônibus, por exemplo, e nos constantes engarrafamentos e congestionamentos urbanos.      Outrossim, o descaso do governo em relação a esse setor urbano agrava a situação. Devido aos poucos investimentos recebidos por esses transportes, muitas pessoas que dependem deles acabam tendo seu direito de utilizá-lo prejudicado. Tal fator pode ser ratificado pelo ministro Augusto Nardes, o qual é contra incentivos à compra de carros e afirma que país rico não é aquele onde pobre anda de carro e sim aquele no qual rico anda de transporte público.       É notória, portanto, a relevância de fatores de cunho histórico e administrativo na temática supracitada. Nesse viés, cabe ao governo o papel de investir em mais transportes públicos e na melhoria de seu atendimento à população. Tal medida pode ser efetivada  pela construção de metrôs, estações e terminais e na infraestrutura para suportar diferentes modais de transporte. Além disso, é preciso que a mídia, em consonância com as escolas, conscientize as pessoas acerca dos benefícios para o meio ambiente do uso do transporte público e incentive a sua utilização. Para isso, é necessário anúncios e propagandas nos principais meios de comunicação, bem como palestras e debates em sala de aula....