Enviada em: 11/08/2017

Em um dos filmes da sequencia de volta para o futuro, Marty Mcfly ao ter viajado no tempo se depara com carros e ônibus voadores, oque impressiona os espectados do filme, além do perfeito funcionamento do transito. Oque se difere dos dias atuais, em terra firme, os transportes públicos proporcionam condições precárias aos seus usuários, ademais geram um alto desconforto pela falta de climatizadores, em algumas regiões do Brasil chegam a ter funcionários que exercem duas funções ao mesmo tempo, ocasionando atrasos rotineiros.     Primordialmente, cabe analisar o auxilio do governo juntamente com a justiça frente a essa situação. Em 2016 a justiça do Rio determinou que 100% da frota de ônibus fosse refrigerada ate o fim de 2016, gerando multa se não cumprida. No entanto, em 2017, não foi oque aconteceu, os passageiros ainda reclamam pelo excesso de calor nos coletivos, o que é desumano, pois o clima no rio, em dias quentes, chega a temperatura de 40° graus. Em decorrência desses fatores cria-se um grande empasse entre a sociedade e o governo, evidenciando o desprestígio da população.     Tendo em vista esse enredo, deve-se lembra que o motorista muitas vezes leva a pior, pois toda reclamação chaga primeiro ao ouvido dele, oque esquecem, é que ele só é mais uma vítima, que exerce sua função em condições deploráveis. Nos últimos anos o motorista esta efetuando outra função a de cobrador, esse acúmulo de atividade importa sobrecarga, superexploração, desemprego dos trocadores, e o mais grave, risco para os passageiros.     Portanto, é imprescindível que o governo aliado com empresas de transportes públicos estabeleça uma lei que, obrigatoriamente todo ônibus tenha refrigeração, com consequência ainda mais severas, para o conforto dos passageiros, em consonância, deve-se recontratar os cobradores, tirando assim a sobrecarga do motorista. Afinal segundo Platão defendia, "o importante não é apenas viver, mas viver bem."...