Proteção da Floresta Amazônica: dever do Brasil ou do mundo inteiro.

Envie sua redação para correção
    Segundo Sartre, filósofo francês, o ser humano é livre e responsável; cabe a ele escolher seu modo de agir. Logo, com o avanço do sistema capitalista, recai sobre o homem o compromisso de tornar o mundo mais sustentável. No século XXI, a preocupação com a Proteção da Floresta Amazônica reflete essa realidade. 
       Primeiramente, "roupa suja se lava em casa", e para isso, é necessária ter uma postura ativa e crítica. Segundo pesquisa publicada no site BBC-Brasil, a cada 60 segundos, uma área equivalente a um campo de futebol é desmatada na Amazônia. De nada adianta salvar o mundo quando não se consegue salvar a própria casa.  Conforme o escritor Rafael Nolêto, preservar a Natureza é a chave para o equilíbrio ambiental, portanto, dever primário de todos. 
       Por outro lado,a omissão Estado nas políticas de compreensão ambiental, faz a Natureza padecer com a falta de conscientização das pessoas, que, sem precedentes, maltratam-na com ações destoantes da conservação, equilíbrio e sustentabilidade. No entanto, embora o desafio esteja lançado e o tempo escasso, ainda há como reverter essa situação. Para Einstein, nas dificuldades surgem as oportunidades. Corroborando, Celso Antunes assevera que não há aprendizagem mais difícil de manter que a coragem, renovar-se a cada dia e buscar o entusiasmo nos desafios de cada hora. 
       Assim, é dever do Estado implementar políticas eficazes de preservação do meio ambiente por meio de leis que incentivem o reflorestamento e aumentem a pena daqueles que desmatam ilegalmente. Outrossim, a mídia, o quarto poder, alinhada a essa agenda, é fundamental na influência do comportamento da sociedade. Por fim, cuidar, guardar, preservar o meio ambiente é responsabilidade de todos nós.