Envie sua redação para correção
    O imperalismo aplicado pelos europeus, na África, deixou feridas no continente até os dias de hoje , devido a cobiça de recursos naturais para enriquecimento humano.Tal prática , é até hoje exercidade pela humanidade e a floresta amazônica é o alvo atual,sendo assim, alguns países contribuem financeiramente para preservar a floresca mas, será mesmo que precisamos dessa ajuda  ? ou é dever nosso cuidar e vigiar à floresta amazônica ?.
         Diante do avanço do desmatamento e da falta de controle do Brasil sobre esses acontecimentos,alguns países como a Alemanha e a Noruega investiam financeiramente na preservação da floresta amazônica , porém mesmo com os investimentos a floresta ainda continua sendo desmatada e, diante desse fato  ambos os países bloquearam o repasse . Sendo assim , é dever nosso cuidar e cobrar do governo federal maior posicionamento . 
          É de extrema responsabilidade a atuação da população brasileira sobre a preservação da floresta amazônica e do governo brasileiro , pois ainda temos um grande "tesouro verde " para preservar e utilizar como fontes de estudos para descobrir novas espécies de plantas e animais, desse modo devemos ter cautela para pesquisar  e controle de todo o  território da floresta amazônica . É importante salientar, que a segurança da mata altântica é muito falha , logo precisamos de novas formas de segurança para atuar na preservação da floresta em relação ao desmatamento e o tráfico de animais ilegais 
          Em virtude dos fatos mencionados , a floresta amazônica é de total responsabilidade do governo brasileiro em união com a opinião da população. Desse modo, é preciso que o governo comunique à população dos malefícios do desmatamento e através das redes sociais podemos debater sobre o tema e demonstrar através de pesquisas acadêmica novas plantas medicinais para a saúde, a importância do clima , o governo precisa investir nos alunos e continuar a potencializar a preservação do meio ambiente nas escolas.Por outro lado, é preciso utilizar a inteligência das forças especias do Brasil para fiscalizar e proteger à floresta amazônica .