Envie sua redação para correção
    Matar o verde é matar a esperança.
          Não proteger o bem que o mundo precisa excede a irracionalidade. Visto que, cuidar da Floresta Amazônica é função mundial, mas não é o que acontece, porque o desmatamento aumenta ano após ano sobre esta riqueza tão importante, logo, destruir o meio ambiente é ilógico.
          A maior floresta tropical do mundo, Amazônia, ocupa o Brasil, o Equador, o Peru, o Suriname, o Guiana, a Bolívia, a Venezuela e a Colômbia, cada país dessa ocupação tem sua relevância Sul Americana, ou seja, recebem turistas do mundo inteiro. Então, é lógico que o desmatamento ocorre pelo volume ocupacional mundial nesses oito países.
          No Brasil, muito tem se discutido sobre a morte lenta da floresta que tem 20% de água doce da superfície do planeta, ademais 38 milhões de habitantes. Não obstante, não há discussão contra dados fidedignos apontados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Especialistas (INPE), que afirma o aumento de 278% da morte Amazônica de julho de 2018 ao mesmo mês em 2019, mas ainda com tamanho de cerca de 2.254 km quadrados de execução.
          Destarte, o homem não tem conhecimento sobre o mal que ele faz a si próprio.  Portanto, os governantes ambientais e da educação dos 8 países deveriam se unir, a fim de reforçarem a segurança da floresta e acrescentar uma grade curricular de educação ambiental no país inteiro. Sendo assim, o desmatamento diminuirá, pois a segurança será melhor, e as pessoas terão mais consciência sobre cuidar do meio ambiente, por causa da grade curricular imposta.