Proteção da Floresta Amazônica: dever do Brasil ou do mundo inteiro.

Envie sua redação para correção
    O livro "Iracema",mostra uma jovem indígena brasileira que cuida e protege as florestas, já fora das páginas encontra-se uma situação reversa no que se diz respeito ao brasileiro e a sua proteção à Floresta Amazônica. Nesse sentido, a preservação da Amazônia tem sido negligenciada, acarretando um nível alto de desmatamento e sofrendo a perda da sua biodiversidade. Logo, nota-se a precisão de colocar o assunto em questão para dissipar tal omissão. Em primeiro lugar, vale ressaltar que a Amazônia é a maior floresta mega diversa do mundo, contendo também a maior bacia hidrográfica do Planeta. Com toda a sua biodiversidade, a Floresta Amazônica tem sido fundamental para o avanço da medicina, uma vez que medicamentos são descobertos através das espécies de plantas que habitam somente naquele território. Contudo, o homem e o seu consumismo exacerbado vêm atingindo diretamente no desenvolvimento desse ecossistema, visto que o desmatamento cresceu muito durante este ano de 2019, chegando a ser 88% maior que no mês de junho do mesmo período em 2018, segundo o Jornal G1. Outrossim, é importante frisar, identicamente, como o avanço do agronegócio está forçando os limites para dentro dessa bioma, que contribui para o desflorestamento desse. Além disso, há o processo de grilagem, isto é, a falsificação dos documentos de terras para possuí-las e usufruir como desejar. Há quem dia que tais fatores não influenciam na extinção da fauna e da flora, porém é notório que essas pessoas estão presas dentro da caverna da Teoria de Platão, achando que atingiram a verdade absoluta, quando a realidade é totalmente contrária. Desse modo, percebe-se a necessidade de tomar medidas sustentáveis para a resolução do problema. Fica evidente, portanto, que o jeito que o assunto foi conduzido até agora precisa ser mudado. Buscando resolver isso, cabe ao Governo por meio do Ministério do Meio Ambiente, desenvolver políticas públicas com o intuito de fiscalizar e punir àqueles que ultrapassarem os limites do desmatamento, a fim de preservar a Amazônia .